Davy Morgan morre em prova da classe Supersport no TT da Ilha de Man – Notícia de Motociclismo – Grande Prêmio

MARC MÁRQUEZ TOMA DECISÃO CORAJOSA PARA SALVAR CARREIRA NA MOTO GP

O norte-irlandês Davy Morgan faleceu aos 52 anos após sofrer um acidente na terceira e última volta da primeira corrida da categoria Supersport do TT da Ilha de Man nesta segunda-feira (6). A prova é considerada como o campeonato de motocicilismo mais perigoso do mundo. Davy foi a terceira vítima da edição de 2022, a primeira desde o início da pandemia da Covid-19.

O acidente aconteceu na sessão de montanhas do traçado que percorre toda a ilha, e a corrida foi paralisada com a bandeira vermelha. A maioria dos líderes já havia cruzada a linha de chegada, com Michael Dunlop vencendo a prova.

“É com o coração pesado que o TT da Ilha de Man confirma que Davy Morgan, de 52 anos, de Saintfield, na Irlanda do Norte, faleceu em um incidente na terceira e última volta da primeira corrida da Supersport. O TT da Ilha de Man oferece a mais profunda simpatia ao parceiro de Davy, Trudy, sua família e seus amigos”, afirmou a organização em comunicado oficial.

▶️ Inscreva-se nos dois canais do GRANDE PRÊMIO no YouTube:  | 

Davy Morgan era facilmente reconhecido por seu capacete rosa (Foto: TT da Ilha de Man)

Morgan era um piloto experiente, e participava da prova pela 80ª vez. O norte-irlandês terminou o TT da Ilha de man 49 vezes ao longo de sua carreira, completando entre os 20 primeiros 25 vezes. Seu melhor resultado foi um quinto lugar na Lightweight TT em 2008.

No último sábado (4), . Além dele, o piloto que comandava o sidecar, César Chanel, foi encaminhado de helicóptero ao Aintree Hospital em condição crítica. O britânico Mark Purslow morreu em outro acidente na última quarta (1). A tradicional corrida é realizada desde 1907. Em toda a história, o evento já contabiliza 261 mortes.

Acesse as versões em e do GRANDE PRÊMIO, além dos parceiros e .