06/12/2018 13:20

Quantidade de visualizações: 5340

Redação Pioneira

Foto: Tangará em Foco

Em cumprimento de mandado de prisão, a Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra (PJC), logrou êxito na prisão de Bruno Santos Souza, de 24 anos. O homem é suspeito de ter sido o responsável por mandar tirar a vida de Mariana Dutra Teixeira, assassinada aos 21 anos com facadas, que foi dada como desaparecida e teve o corpo encontrado em um matagal no Jardim Acapulco.

Um menor detido anteriormente, que tem 15 anos de idade e confessou ter sido o autor do crime, afirmou por meio de depoimento às autoridades policiais, que seria recompensado com o valor de R$ 5 mil pelo crime. A motivação do assassinato teria sido o roubo de um aparelho celular, do qual Bruno, preso nesta quinta-feira (06) é suspeito. O menor está recluso em Cáceres, em um centro de ressocialização.

“O menor conta que a Mariana teria feito postagens em rede social ameaçando o Bruno, aí ele teria contratado o menor para matá-la”, relatou o investigador da PJC Lázaro Ribeiro à imprensa.

O suspeito seguirá preso preventivamente e as investigações do caso continuam.