10/10/2018 07:04

Quantidade de visualizações: 291

Marlenne Maria com Gilvan Melo

O prazo para inclusão de idosos e pessoas com deficiência que recebem o Benefício da Prestação Continuada - BPC através da LOAS no CadUnico termina em dezembro deste ano.

Desde 2016 o Governo Federal tem realizado campanha para incluir os beneficiários no Cadastro Único. O prazo está terminando e a Secretaria Municipal de Assistência Social reforça o chamamento neste sentido. “Estamos fazendo este apelo a toda a sociedade que tenha um idoso ou um deficiente que já recebe o Benefício de Prestação Continuada, o BPC que é através da LOAS, que nos procure nos CRAS do San Diego, Jardim Rio Preto ou Araputanga ou aqui na Secretaria de Assistência Social na Prefeitura”, disse Sonia de Fátima Paes Farias, coordenadora de Cadastro Único em Tangará da Serra.

Ela explicou em entrevista à Rádio Pioneira que sejam informados os servidores da pasta sobre idosos ou deficientes que não conseguem se deslocar até os espaços citados, para que a equipe de Assistência Social faça a visita em domicílio. “Fazer este cadastro único é uma garantia de que não haja bloqueio ou percam o benefício por falta de inclusão no Cadastro Único. É importante que tenham esta consciência. Este cadastramento é obrigatório desde 2016. Temos um prazo final até dezembro para estes cadastros estarem no sistema do Governo Federal Então pedimos realmente que a população se mobilize e nos procure. Estamos com equipe na rua também faze3ndo busca ativa para isto. Então, se tiver idos ou deficiente nos procure. Não deixem que venha a suspender este benefício”.

Documentos

Segundo a coordenadora, é importante que os beneficiários apresentem documentos pessoais para fazer o cadastro. O CPF é obrigatório. “Se tiver só um documento estamos fazendo a inclusão. Mas, todos os documentos pessoais possíveis devem ser apresentados. É importante que a pessoa tenha o CPF. Então, se alguém ainda não tiver que faça, mesmo sendo criança. O CPF é nosso banco de dados junto ao Governo Federal”, explicou.

Saiba Mais:

O Benefício de Prestação Continuada (BPC) repassa todos os meses um salário mínimo para idosos acima de 65 anos e pessoas com deficiência que têm renda familiar de até um quarto de salário mínimo por pessoa, isto é, menos de R$ 238,50.

Mais informações podem ser obtidas através do telefone: 0800 070 2003