09/10/2018 13:47

Quantidade de visualizações: 885

Marlenne Maria com Gilvan Melo

10 de outubro é o Dia Mundial da Saúde Mental. Autoridades e profissionais da saúde vem trabalhando ao longo dos anos para derrubar estigmas e preconceitos ligados a doenças de natureza mental.

Dentro desta premissa, hospitais psiquiátricos vêm sendo substituídos pelos Centros de Atenção Psicossocial (CAPS). Em Tangará da Serra a unidade é coordenada por Uiara Leice da Silva de Oliveira Moraes.

Em entrevista à Rádio Pioneira ela ressalta que o dia 10 de outubro é muito importante para reflexões sobre a saúde mental. “É um dia para lembrarmos com bastante atenção, porque a saúde mental será uma das doenças mais incapacitantes até o ano de 2020. Temos, portanto que dar uma atenção a este tema”.

Em Tangará da Serra está instalada uma Unidade do CAPS de Modalidade I, com equipe multidisciplinar, integrada por médico, psicólogo, enfermeira, assistente social, técnico de enfermagem, artesões e a equipe administrativa que inclui desde recepção até serviços gerais. “Nós atendemos para transtornos mentais crônicos e persistentes e também relacionados ao uso de álcool e drogas. Primeiro temos o acolhimento, por isso a pessoa pode procurar por demanda espontânea ou encaminhada por qualquer outro serviço que pode fazer este encaminhamento. Mas, a pessoa pode vir também sem encaminhamento. Será feito acolhimento por um profissional da equipe e após isto é realizado um estudo do caso para verificar se este usuário que buscou o serviço tem o perfil de atendimento no setor. Se tiver, ele é encaminhado para as demais atividades”, explica Uiara.

A coordenadora ressalta que as perturbações de natureza mental são bastante crescentes entre a população, citando depressão, bipolaridade, esquizofrenia, entre outras. Visando oferecer tratamento para estes problemas, o CAPS oferece atendimento com atendimento médico, psicológico, de enfermagem, social, oficinas terapêuticas e oficinas de fisioterapia entre outras. “Verificamos o perfil do paciente para inserir nestas oficinas que estão disponíveis no setor”.

Ela ressalta que o CAPS não é o único responsável pela saúde mental. “Todos os serviços de saúde são responsáveis por este cuidado. As unidades de saúde e toda a rede faz parte do atendimento à saúde mental. Assim como cuidamos da nossa saúde física, também é importante cuidarmos da nossa saúde mental. Ainda há estigma, preconceito para falar sobre o assunto. Mas, temos sim que falar sobre o problema para prevenir situações futuras”, explica.

Uiara lembra que não existe saúde, sem saúde mental. “Isto é o mais importante frisarmos, porque associamos nossa saúde apenas a enfermidades físicas. Mas, a saúde em si, não é só a ausência de enfermidade física. É um conjunto de bem-estar físico, mental e social. Precisamos pensar no contexto do dia a dia onde vários fatores influenciam. Condições de trabalho estressantes, discriminação, mudanças bruscas na rotina, fatores sociais e ambientais, isso tudo interfere e contribui para o adoecimento mental. Estamos muito vulneráveis a estas mudanças e isto também contribui para que o adoecimento venha a acontecer”.

Em Tangará da Serra o maior volume de casos atendidos pelo CAPS está ligado a ansiedade, depressão e bipolaridade.

Depressão e incapacidade

Segundo dados da Organização Mundial da Saúde (OMS), o Brasil é campeão de casos de depressão na América Latina afetando 5,8% da população, o que representa um total de 11,5 milhões de brasileiros. No âmbito global, o número de casos cresceu mais de 18% em dez anos. Com esse avanço rápido, a organização prevê que até 2020 a depressão se torne a doença mais incapacitante do mundo.

Por isso, a data, 10 de outubro, visa trazer a público mais informação e combater o preconceito em torno das doenças psicológicas alertando sobre seus efeitos, sintomas e tratamentos.

Atendimento em Tangará da Serra

Em Tangará da Serra o órgão tem sede na Rua Cinco, Nº 157-W (antiga sede da Politec) e atende pelo telefone 3326-4450. O atendimento é oferecido de segunda a sexta-feira, das 07:00 às 11:00 e das 13:00 às 17:00. O agendamento é feito pessoalmente no local e o prazo pode demorar em torno de uma semana.