09/10/2018 07:53

Quantidade de visualizações: 724

Marlenne Maria com Asis Wébio

fotos: Asis Webio/Rádio Pioneira

Denominado “Diva’ s Day”, o evento foi realizado nesta segunda-feira (08) e teve como objetivo elevar a autoestima das reeducandas. “A maioria das mulheres são abandonadas no cárcere”, disse Josmara Lourenço, Diretora da Cadeia Feminina de Tangará da Serra.

Ela ressaltou que o cuidado no trabalho com as reeducandas inclui segurança e disciplina, qualificação profissional e autoestima. “Queremos trazer esta beleza feminina para elas. Tenho colhido bons frutos deste trabalho. Estou há um ano e meio à frente da unidade penal como diretora e neste período não tivemos nenhuma reincidência. Isto quer dizer que quem saiu do cárcere não voltou a cometer delitos, não voltou para a unidade. Conseguimos realmente socializar”, disse a diretora.

Josmara também agradeceu a todos os que contribuem para com eventos como este realizado ontem na cadeia. “Somos responsáveis pelo dia. Temos a equipe de um espaço com renomados profissionais que trabalham conosco, temos a turma da Unemat, coordenada pela Professora Ana Claudia do curso de Enfermagem e toda a equipe de professores que dão aula na unidade, além da psicóloga e toda a equipe de plantão que auxilia”.

A Psicóloga Lilian Gonçalves da Silva ressaltou que é muito necessário o trabalho para a ressocialização. “Do ponto de vista da reinserção social é um evento muito importante. Tanto para as reeducandas como para as pessoas que adentram a unidade, que conheçam nossa realidade. Está desmistificando um pouco o preconceito que a sociedade tem das presas”.

Desde 2016 o Curso de Enfermagem da Unemat realiza trabalhos de saúde na cadeia feminina. No Diva’s Day ontem, o grupo auxiliou com a distribuição de kits de higiene. “Muitas destas mulheres são abandonadas pela família, não recebem visita. E este tipo de material de higiene pessoal elas só tem acesso na visita. Então conseguimos doações da sociedade, que agradecemos e aqui estamos distribuindo estes kits e oferecendo orientações. Estamos com seis bolsistas do projeto e apoiamos este trabalho de ressocialização e promoção da melhora da qualidade de vida dessas mulheres”, explicou a Professora Ana Claudia Trettel, coordenadora do Curso de Enfermagem.

Reeducandas da Cadeia Feminina de Tangará ganham Dia de BelezaReeducandas da Cadeia Feminina de Tangará ganham Dia de BelezaReeducandas da Cadeia Feminina de Tangará ganham Dia de BelezaReeducandas da Cadeia Feminina de Tangará ganham Dia de Beleza