08/10/2018 09:18

Quantidade de visualizações: 1224

Paulo César Desidério - Redação Pioneira

Foto: Reprodução

Neste domingo (07), 48.900 eleitores tangaraenses compareceram às urnas. 18.000 se abstiveram, representando 27% do eleitorado. Em todos os cargos, os candidatos mais votados, escolhidos apenas por tangaraenses simbolizam renovação nas cadeiras.

A apuração dos votos para presidente da república em Tangará da Serra indicou que, se dependesse dos tangaraenses, não haveria segundo turno. No município, Jair Bolsonaro (PSL) obteve 30.533 votos, o que totaliza 68,27% da votação. O segundo colocado foi Fernando Haddad (PT), que teve 6423 votos no município, o que equivale a 14,36% da votação. Assim como na votação nacional, Ciro Gomes (PDT) foi o 3º, mas com menos votos. Ciro recebeu 2.606 votos no município, com 5,83%. Logo atrás, Geraldo Alckmin (PSDB) ficou próximo, com 2.353 votos, o equivalente a 5,26%.

Considerado por muitos uma surpresa por ter ficado fora dos debates e ter tido pouquíssimo tempo de TV, João Amoêdo (Novo) obteve 754 votos em Tangará, com 1,69%. Atrás, veio Henrique Meirelles (MDB) com 627 votos, 1,40%. Álvaro Dias (Podemos) veio na sequência, com 496 votos, 1,11%. Marina Silva (Rede) recebeu 357 votos em Tangará, 0,80%. Cabo Daciolo (Patriota) teve 0,63%, 260 votos, e Guilherme Boulos (PSOL), 260 votos 0,56%. José Maria Eymael (DC), João Goulart Filho (PPL) e Vera Lúcia (PSTU), receberam menos que 20 votos cada um.


Governador

Levando em consideração o resultado da votação para governador em Tangará da Serra, os números pouco divergiram das estatísticas registradas pelo TSE em todo o estado. Eleito governador para os próximos quatro anos, Mauro Mendes (DEM) foi o mais votado no município. O candidato obteve 21.576 votos, totalizando 55,42% da votação. Uma das poucas diferenças foi quanto ao segundo colocado. Enquanto em todo o estado, Wellington Fagundes (PR) foi o 2º, em Tangará da Serra o 2º lugar ficou com Pedro Taques (PSDB). O atual governador, que não foi reeleito, teve 8.421 votos, totalizando 21,65%; enquanto o senador Wellington recebeu 7.742 votos, com 19,89%. Arthur Nogueira (Rede) recebeu 746 votos em Tangará, totalizando 1,92%. Moisés Franz (PSOL) teve 439 votos, o que totaliza 1,13%.


Senadores

Se dependesse apenas da vontade dos tangaraenses, a juíza aposentada Selma Arruda (PSL) seria, de fato, eleita como 1ª Senadora. Mas, o 2º lugar no Senado Federal ficaria com Carlos Fávaro (PSD) e não com Jayme Campos (DEM). A votação no município registrou Selma em 1º com 33,12% dos votos, seguida de Carlos Fávaro (PSD) com 17,07%. Nilson Leitão (PSDB) foi o 3º, com 13,26%; Adilton Sachetti (PRB) foi o 4º, com 12,52%.

Jayme Campos (DEM), que foi eleito com o 2º lugar em todo o estado, em Tangará da Serra foi apenas o 5º, com 11,35%. A professora Maria Lúcia (PC do B) veio logo atrás, com 4,97%. Procurador Mauro (PSOL) recebeu 4,59%. Doutor Waldir Caldas (Novo) obteve 2,66%. Aladir Leite (PPL) e Gilberto Lopes Filho (PSOL) não chegaram a 1%. Sebastião Carlos (Rede) teve os votos invalidados, pois sua candidatura segue sub júdice junto ao Tribunal Superior Eleitoral (TSE).


Deputados Estaduais

Na votação para a Assembleia Legislativa, os tangaraenses concentraram votos em candidatos do município. Tangará da Serra elegeu o Dr. João José de Mattos (MDB). No município, ele obteve 14.357 votos. O 2º colocado em Tangará foi Saturnino Masson (PSDB), que recebeu 9.190 votos e alcançou suplência. O 3º na cidade foi Dr. Lidioney Siqueira (PSL), que obteve 2.497 votos. Wagner Ramos (PSD) também não conseguiu se reeleger com a votação de 2454 votos em Tangará.
Dentre os novatos, Luciano Vaccari (PPS) foi o 5º, com 966 votos. Ester Ferreira (DEM), ficou na 8ª posição no município, com 461 votos. Joás Nalini (Rede) recebeu 337 votos na cidade e foi o 13º, seguido de Welson do Ciclismo (PV), que foi o 14º em Tangará com 335 votos obtidos.


Deputados Federais

Para o cargo de deputado federal, os tangaraenses também optaram pelas pratas da casa. Vander Masson (PSDB) foi o mais votado para o cargo na cidade, recebendo 19.517 votos. Rogério Silva (MDB), conquistou 7.138. Carlinho da Esmeralda (PSC) foi o 6º mais votado em Tangará, com 765 votos. Adauton Tuim (PROS) que é de Tangará, mas reside na região metropolitana do estado, foi o 8º na cidade, com 530 votos. Tanto Carlinho quanto Tuim ficaram abaixo de candidatos de outras regiões que foram eleitos e receberam votos dos tangaraenses, como Nelson Barbudo (PSL) e José Medeiros (Podemos).