06/10/2018 07:13

Quantidade de visualizações: 180

Rádio Pioneira com Gazeta Digital

Terceira rodada da pesquisa Ibope para o governo do Estado aponta o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (DEM), com 53% dos votos válidos, o que significa dizer que ele será eleito no 1º turno caso o resultado do levantamento se confirme nas urnas no próximo domingo (7).

Em 2º lugar, também considerando os votos válidos, está o senador Wellington Fagundes (PR) que dessa vez também disputa a cadeira do Palácio Paiguás, sede do governo de Mato Grosso. Pelo levantamento, cuja margem de erro é de 3 pontos percentuais, o atual governador Pedro Taques (PSDB) tem apenas 21% das intenções de voto e neste caso não terá um 2º mandato como chefe do Executivo Estadual.

Os demais candidatos, Arthur Nogueira (Rede) e Moisés Franz (PSOL) aparecem com 1% cada um. Na pesquisa, realizada entre os dias 3 a 5 de outubro, ou seja, entre a última terça-feira e esta sexta-feira, foram ouvidos 812 eleitores.

Dos entrevistados, 7% não responderam e outros 8% disseram que votariam em branco ou nulo quando lhes foi apresentada a relação com os nomes dos 5 candidatos. A margem de erro da pesquisa, encomendada pela TV Centro América, é de 95% e o número de registro no Tribunal Regional Eleitoral (TRE-MT) é MT-05877/2018.

No cálculo dos votos válidos, procedimento adotado pela Justiça Eleitoral para confirmar o resultado das eleições, são excluídos votos brancos, nulos e percentual de eleitores que se declaram indecisos.

Simulações de uma disputa de 2º turno

Num centário onde os candidatos são Mauro Mendes e Pedro Taques, o democrata obteve 58% enquanto o tucano teve 22%. Os eleitores que disseram votar nulo chegam a 13% enquanto outros 8& disseram não saber em qual dos dois candidatos votar.

Se a disputa fosse entre Mauro Mendes e Wellington Fagundes, novamente o candidato do DEM venceria a eleição com 55% enquanto o republicano ficaria com 26%. Nesse caso, os bancos e nulos representam 10% e outros 8% dos entrevistados votariam nulo.

Por fim, também foi simulado um confronto de 2º turno entre Fagundes e Taques. Nesse cenário, o tucano também sairia derrotado com 30% das intenções de votos enquanto o republicano seria eleito com 43%. Os eleitores que declararam votar nulo totalizam 18% e outros 9% disseram não saber em quem votar.