14/09/2018 07:25

Quantidade de visualizações: 244

Rádio Pioneira com Gazeta Digital

Foto: reprodução.

Uma troca de tiros resultou na morte de dois criminosos, um ferido e ainda um policial militar baleado, na madrugada desta quinta-feira (13), em Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá). Os mortos mortos foram identificados como: Marcos Antônio Vieira de Oliveira, 22, conhecido por “Cebola”, e Luiz Victo de Sá Cruz Silva, 20, o “Vitão”. Arlon Dias da Silva, 23, o “Bode”, ficou ferido, mas sem risco de morte, assim como o soldado Reginaldo Balieiro.

Uma troca de tiros resultou na morte de dois criminosos, um ferido e ainda um policial militar baleado, na madrugada desta quinta-feira (13), em Primavera do Leste (231 km ao sul de Cuiabá). Os mortos mortos foram identificados como: Marcos Antônio Vieira de Oliveira, 22, conhecido por “Cebola”, e Luiz Victo de Sá Cruz Silva, 20, o “Vitão”. Arlon Dias da Silva, 23, o “Bode”, ficou ferido, mas sem risco de morte, assim como o soldado Reginaldo Balieiro.

O confronto ocorreu por volta da 1h, quando a Polícia Militar foi acionada para verificar uma denúncia de que suspeitos que teriam praticado crimes e estariam planejando outros delitos, inclusive, ataques para vingar a morte de um integrante da quadrilha, morto recentemente.

Com informações do local dos suspeitos, a equipe policial foi até a residência localizada no bairro Padre Hernesto Costa. Os policiais se dividiram para cercar a casa pelos fundos e pela entrada principal.

Balieiro foi o primeiro a ver um dos suspeitos e dar voz de prisão, mas o homem não se rendeu e atirou contra o policial, que foi atingido na parte superior direita do tórax. Nesse momento iniciou o tiroteio com os policiais.

De acordo com a assessoria da Polícia Militar, o projétil que atingiu o soldado Balieiro não transfixou o colete balístico, tendo causado apenas lesão leve. Outras duas pessoas que estavam na residência, um homem e uma mulher, foram detidas.

Divulgação/PM-MT

Com os suspeitos foram apreendidos dois revólveres calibre 38 com duas munições deflagradas e outras duas percutidas e não deflagradas. Também foram apreendidos 7 celulares e dois tablets.

A ação teve início a partir de duas ocorrências registradas pela Polícia Civil, uma de invasão de residência e ameaças de morte e outra de denúncia sobre ataques em órgãos públicos e empresas que ocorreriam na cidade por ordem de membros de uma facção criminosa.

Os ataques seriam represália à morte de um homem conhecido por “Vitinho”, ocorrida semana passada. Na denúncia são citados nomes de mandantes, líderes da facção que estão presos, e de suspeitos que moram no endereço onde ocorreu o confronto.