08/08/2018 13:39

Quantidade de visualizações: 513

Marlenne Maria - da Redação

Foto: arquivo/ Rádio Pioneira.

O projeto está em fase de conclusão para a seguir ser encaminhado ao setor de licitações. De acordo com o Secretário Municipal de Meio Ambiente, Magno Cezar, os ecopontos serão implantados em quatro locais estratégicos na cidade.

O objetivo é facilitar o descarte de lixos e entulhos por parte da população. “Vamos fazer de forma bem organizada com containers para que quem faz sua limpeza de quintal possa depositar o lixo”, explicou o Secretário Magno Cezar.

Segundo ele, a ideia é fazer a licitação ainda neste ano, mesmo que não dos quatro, para deixar pelo menos um ou dois locais já em funcionamento até o final de 2018. “É um anseio do Prefeito Fábio, para que possamos oferecer locais para jogar o lixo. Em contrapartida vamos cobrar muito a consciência sobre o destino do lixo. Muitas vezes já tivemos reincidência em situações de jogar lixo em locais onde não se deve. E agradecemos aqueles que tem denunciado. Precisamos destas pessoas que façam usas denúncias junto ao 3311-4962 para que possamos punir estes infratores”.

Um dos maiores problemas quando se fala em lixo jogado nas beiras de estradas são móveis e eletrodomésticos velhos. O problema deverá ser amenizado com os ecopontos, segundo Magno. “Este ecoponto será tanto para depositar restos de podas de árvores dos quintais, tanto quanto para deixar uma geladeira ou um sofá velho. Porém, teremos regras. Porque há pessoas que lucram com fretes e de repente enchem uma caminhonete f-4000 e querem levar lá. É para o cidadão comum, com pequenos volumes. Os que trabalham com os volumes maiores já estão sendo remunerados e terão que levar até o aterro sanitário”.

O Secretário alerta para que a população respeite as regras e a legislação porque as multas são altas e a fiscalização está sendo intensificada. “Muitas vezes a população usa desculpas quando faz a coisa errada. Esta semana autuamos um cidadão que saiu daqui e foi jogar lixo há cerca de 20 km da cidade, ao invés de ir ao aterro. A distância foi maior, o custo que teria no aterro seria ínfimo. Com a autuação, teve que voltar lá, recolher o lixo e levar no aterro como deveria ter feito da primeira vez. Não compensa burlar a situação, porque estamos atentos e se for pego será atuado. Ninguém é obrigado a conviver com este lixo nas vias públicas”, explicou Magno.

Proibição de Queimadas

A Secretaria Municipal de Meio Ambiente alerta também no sentido de que sejam evitadas quaisquer queimadas. No meio urbano, as queimadas são proibidas durante o ano todo e durante o período de seca, ficam proibidas também no meio rural.

Entretanto, a incidência de queimadas urbanas tem sido alta segundo o Secretário. “Temos observado pessoas colocando fogo em um montinho de folhas no fundo do seu quintal. É passível de multa e temos autuado bastante. Não adianta depois ir na secretaria reclamar porque foi multado. Obrigação de quem tem terreno na cidade é manter limpo para não deixar fachos para fogo. O lixo nos quintais não se elimina com fogo e sim juntando para ser coletado”, disse Magno.

As multas podem ser altas para quem não cumpre as regras. “São muitas ocorrências diárias segundo o Corpo de Bombeiros. Queremos conscientizar a população para que não use o fogo para eliminar lixo. Em relação às multas, depende do tamanho da área. Esta semana tivemos um caso em que a multa chegou a R$ 10 mil reais.Então, cuidem de seus terrenos, mantenham limpos porque a responsabilidade é do proprietário do terreno, caso não se consiga identificar quem colocou fogo”, explicou o Secretário.