23/07/2018 13:17

Quantidade de visualizações: 318

Rádio Pioneira com G1/MT

Produtores rurais de MT investem no plantio de grão-de-bico com menor custo de cultivo (Foto: TV Centro América)

Produtores rurais de Mato Grosso têm investido no plantio de grão-de-bico com custo do cultivo de mais barato. O clima do estado contribui para o cultivo da leguminosa, que se adapta bem aos períodos de chuva no início da plantação e à seca na hora da colheita.

Este foi o primeiro ano em que o grão-de-bico foi plantado durante a safra em uma área de 1,4 mil hectares em uma fazenda que fica no município de Sapezal, a 473 km de Cuiabá. O grão deverá ser colhido nos próximos 10 dias e deve render cerca de 2,1 mil quilos por hectare, segundo o gerente da propriedade, Daniel Henrique de Oliveira.

A alta produtividade alcançada na fazenda foi resultado da desistência da utilização de algumas herbicidas. Na fazenda, o objetivo é agregar a produção de grão-de-bico com a plantação de milho e girassol.

O grão-de-bico se adapta com maior facilidade a períodos mais secos. O ciclo do grão é de quatro meses e, durante a colheita, as plantas com melhores adaptações ao clima são selecionadas.

De acordo com a Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária (Embrapa), em todo o estado são sete mil hectares de plantio do grão-de-bico. Dessa área, a produção de quatro mil hectares, será enviada para outros países como, a Índia.

O Brasil consome hoje cerca de oito mil toneladas de grão-de-bico por ano. Comparado a outras leguminosas, a demanda é muito baixa. Por isso, até pouco tempo atrás, todo o produto comercializado no mercado interno era importado.

O clima, especialmente do Centro-Oeste, contribui pro cultivo da leguminosa, que se adapta bem aos períodos de chuva no início da plantação e da seca na hora da colheita.

O grão-de-bico exige menos água e não precisa de fungicida. Com isso o custo do cultivo de um hectare do grão é cerca de 40% mais barato em relação a, por exemplo, o de um hectare de feijão. Isso em grande escala para o produtor que começa na cultura faz muita diferença.