12/07/2018 14:07

Quantidade de visualizações: 190

Paulo César Desidério com Gilvan Melo

O período proibitivo de queimadas na zona rural estará proibido a partir do dia 15 de julho em todo o estado de Mato Grosso. Na zona urbana, as queimadas são expressamente proibidas o ano inteiro. No ano passado, Tangará da Serra registrou 3242 focos de calor, número superior ao 2º colocado da região, Campos de Júlio, que registrou 1.792. De acordo com o Coronel Barbosa do Corpo de Bombeiros, a expectativa é reduzir as estatísticas.

“Estamos iniciando o período proibitivo de queimadas, infelizmente estamos tendo um índice elevado, muito grande de focos de queimadas e nós queremos aqui conclamar a todos os cidadãos, todos os produtores, que se atentem a questão da proibição, tanto na questão dos prejuízos à saúde, prejuízos à natureza e também à questão de que poderá ser notificado, multado e até responder processo em razão de infringir a lei”, disse.

A população deve denunciar queimadas através do telefone 193 e os incêndios na zona rural junto a Sema, no 0800 65 3838. O coronel pede para que diante do tempo seco, a população colabore, não colocando a natureza e a saúde do homem em risco.

“Conclamamos as pessoas para que os índices de queimadas sejam reduzidos, pois com isso todos tem a ganhar. Quero lembrar que focos de queimadas, incêndios provocados por queimas até em terrenos particulares é crime o ano inteiro, é crime contra a lei ambiental. Então, se verem alguém pondo fogo, denuncie para a Sema, para o Corpo de Bombeiros, que nós iremos tomar providências. Nós, juntos, podemos reduzir o índice de queimadas”, concluiu.