10/07/2018 13:12

Quantidade de visualizações: 128

Rádio Pioneira com Gazeta Digital

Mesmo com a redução da arrecadação de ICMS - Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços - por conta da greve dos caminhoneiros que causou uma crise de abastecimento no país, o governo do Estado pagou hoje (10) todos os servidores públicos, aposentados e pensionistas.

De acordo com o secretário de Fazenda (Sefaz), Rogério Gallo, os salários já estão sendo depositados desde as primeiras horas da manhã.

"Todos os servidores do Estado receberão o seu salário conforme determina a Constituição", disse Gallo ao Gazeta Digital.

Ao todo são R$ 600 milhões para pagar a folha salarial de junho.

Segundo Gallo, o pagamento foi possível por conta das medidas que o governo vem adotando e principalmente por conta da Emenda Constitucional da Recuperação Fiscal, conhecida como PEC do Teto de Gastos.

No entanto, Gallo lembra que a greve dos caminhoneiros afetou a arrecadação de ICMS do Estado, principal fonte de renda dos cofres públicos.

"Só para se ter uma ideia, nós arrecadamos R$ 30 milhçoes a menos de ICMS só de energia elétrica. Mensalmente arrecadamos R$ 129 milhões, mas em maio foram apenas R$ 92 milhões", revelou o secretário.

O ICMS em cima da energia elétrica representa 25% do total que o Estado arrecada. A previsão é que a greve tenha gerado um prejuízo total de R$ 80 milhões na arrecadação de ICMS para Mato Grosso.