29/06/2018 07:46

Quantidade de visualizações: 300

Paulo César Desidério com Gilvan Melo

Foto: Reprodução

Tangará da Serra teve um excelente desempenho na etapa do Campeonato Estadual de Jiu-Jitsu, disputada no último domingo (24) em Cuiabá. Ao todo, 11 integrantes da equipe Atitude Centro de Treinamento (ACT), sob o comando de Roberto Kadooka, conquistaram medalhas, variando entre ouro, prata e bronze.

O presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do município (SSERP), Eduardo Pereira, avaliou positivamente a participação dos atletas da cidade. É válido destacar, que SSERP e ACT realizam parceria, e os treinamentos acontecem na sede administrativa do sindicato.

“O nosso sindicato hoje tem um projeto que atende servidores públicos, servidores filiados ao nosso sindicato e atende também aos dependentes desses servidores filiados. No domingo passado, a equipe do Jiu-Jitsu, comandada pelo sansei Roberto Kadooka, que esteve na etapa estadual do campeonato de Jiu-Jitsu, onde cerca de 50 atletas que participam de nossa academia no Sindicato e participaram desse evento que contou com mais de 950 pessoas e o nosso projeto que desenvolvemos com filhos de servidores e até mesmo servidores que participaram da competição foram bem vitoriosos, conseguiram boas colocações”, destacou, ao frisar que as aulas são realizadas sempre às terças e quintas-feiras.

“A gente vem colhendo os frutos desses treinamentos. O principal objetivo dessas oficinas é manter o filho do servidor que fica ocioso na hora que não está na escola ocupado. Há a intenção também de formar atletas de alto nível para poder estar disputando campeonatos também mundiais. Esse é o objetivo do sindicato, apesar de a gente lutar pelas lutas classistas, dos direitos dos trabalhadores, a gente também desenvolve a parte do esporte, de poder também trabalhar a parte física tanto dos servidores quanto dos dependentes”, disse.

Além do judô, associados do SSERP têm à disposição escolinhas de outras modalidades esportivas, tendo como meta proporcionar qualidade de vida e fomentar o prazer pela prática do esporte.

“Temos outra modalidades também que direto estão disputando competições juntamente com a parceria do sindicato. Temos judô, que disputa estadual, karatê, natação, corrida de rua, temos várias atividades físicas onde tem atletas todos os finais de semana praticamente disputando competições, representando Tangará da Serra, numa iniciativa do Sindicato que mantém até hoje, para poder dar essa oportunidade a mais para esses filhos de servidores. A intenção do sindicato é essa, manter qualidade de vida através do esporte e quem sabe formar atletas olímpicos”, afirmou Eduardo.

Por fim, Eduardo ressaltou que as oficinas gratuitas aliviam gastos dos servidores que poderiam ser feitos no setor privado, gerando economia para todos, sem perda de qualidade nas aulas.

“Para nós isso é satisfatório porque a gente vê hoje que os servidores públicos estão realmente com algumas perdas salariais. Com o sindicato mantendo esses convênios e oficinas, os servidores hoje que poderiam estar pagando caro para poder manter seus filhos em algumas oficinas dessas particulares, não precisam desembolsar dinheiro para poder manter esses alunos nessas oficinas. Eles pagam somente a contribuição sindical que já serve para dar todo o apoio jurídico, todo o respaldo do mandato classista e a gente oferece as escolinhas para eles também. Isso é muito bom porque o servidor economiza e não precisa tirar dinheiro do bolso”, concluiu.