28/06/2018 07:13

Quantidade de visualizações: 167

Rádio Pioneira com G1/MT

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) já recebeu oito denúncias de propaganda extemporânea este ano. A informação foi divulgada pelo juiz coordenador da propaganda eleitoral, Paulo Sodré, em uma audiência com os veículos de imprensa realizada nesta quarta-feira (27).

Ele informou ainda que o número de denúncias é menor do que o registrado no mesmo período de 2014. No entanto, alerta que a propaganda eleitoral só está liberada a partir do dia 16 de agosto.

Segundo o TRE, apesar de autorizada, a propaganda precisa obedecer algumas regras:

  • Caminhadas, carreatas e passeadas só podem ser feitas até as 22 horas;
  • Comícios e Showmícios são proibidos;
  • Camisetas, bonés, chaveiros ou qualquer outro tipo de brindes não são permitidos;
  • Placas em residências estão proibidas;
  • Bandeiras não podem ser fixadas durante todo período eleitoral;
  • Adesivos podem ser colados na parte traseira do carro;
  • Propagandas em postes e muros estão proibidas.

Além disso, todas as pesquisas precisam ser registradas no TRE e no TSE.

Em 2018, o tribunal também vai intensificar a fiscalização quando aos “santinhos” espalhados nas ruas.

Ainda segundo o TRE, o maior desafio das eleições deste ano é o combate às falsas notícias, chamadas de 'fake news'.

O juiz disse que as informações falsas geralmente são criadas para denegrir ou favorecer algum candidato. Ele afirmou que a punição não será apenas para quem produz a fake news, mas também para quem reproduz esse tipo de conteúdo.