08/06/2018 13:31

Quantidade de visualizações: 424

Marlenne Maria com Gilvan Melo

Foto: arquivo/ Rádio Pioneira.

O evento estava marcado para iniciar no sábado passado (02). Entretanto, como as flores para o evento são trazidas do interior do Paraná foi preciso adiar em uma semana a realização do evento, segundo a Diretora da Escola Especial Rayo de Sol, Adylene Bastos.

“Tivemos que fazer o adiamento em virtude desta paralisação dos caminhoneiros. Não tinha como as cartas saírem de lá por causa da greve. Mas agora, com a liberação, já confirmamos a data, com abertura no dia 09 da manhã. E até o dia 17 de junho teremos a feira aberta das 09:00 às 22:00”, disse a diretora.

Ela destaca que neste ano haverá folhagens, rosas e muitas flores, além de plantas para arborização e frutíferas. “Estará bastante diversificada a exposição de plantas frutíferas que a população busca bastante. Nós fazemos a feira no evento mais fresco do ano. Mas, não temos que nos preocupar porque todas as plantas são adaptáveis ao nosso clima”.

Adylene destaca que tudo está sendo preparado para que aconteça mais uma vez um grande evento. Ela lembra que as plantas sempre deixam a casa, o jardim ou o escritório mais bonito. O valor das mudas que serão comercializadas é variado também. “Toda a comunidade da Raio e Sol, desde já agradece a toda a sociedade e contamos com todos de Tangará e região porque contamos com estes recursos para manter a escola ao longo do ano. Independente de levar uma florzinha de cinco reais ou qualquer valor, é sempre uma colaboração e somos todos gratos antecipadamente”.