01/06/2018 07:21

Quantidade de visualizações: 411

Marlenne Maria com Gilvan Melo

Com o fim do prazo para transferência ou solicitação do título de eleitor, o Cartório Eleitoral fechou as contas para as eleições deste ano. Tangará da Serra tem no total 72.259 eleitores cadastrados.

Deste total, quase seis mil deixaram de votar ou justificar a ausência nas três últimas eleições, por isso estão com o título cancelado. Nos últimos dias o prazo de regularização, encerrado no dia 07 de maio, grandes filas formaram-se no cartório.

De acordo com o Chefe do Cartório Eleitoral de Tangará da Serra Gustavo Romko, o atendimento para transferência ou confecção de títulos está encerrado e só será retomado após as eleições deste ano. “Agora encerrada esta etapa, estamos trabalhando na organização de mesários e locais de votação, toda a parte logística”, explica.

Em entrevista à Rádio Pioneira, Gustavo disse que é alto o número de eleitores com títulos cancelados no município. “Isso significa que a pessoa deixou de votar e deixou de justificar também nas últimas três eleições. Temos quase seis mil eleitores nesta condição aqui. Em torno de 800 pessoas tem condenação criminal e enquanto estiverem cumprindo a pena não podem exercer o direito ao voto”.

Mesários Voluntários

Agora, o Cartório Eleitoral se empenha na campanha para cadastrar mesários voluntários. Segundo Romko, o número de inscritos é elevado, mas precisa aumentar. “Já temos grande quantidade de eleitores que se voluntariaram para trabalhar. Precisaremos em torno de mil pessoas aqui. Apesar de termos já um número expressivo ainda não chegamos ao patamar necessário”.

Ele espera pelo menos 70% de voluntários. Os interessados podem se inscrever diretamente o Cartório Eleitoral. Entre as vantagens de ser um mesário estão dois dias de folga no trabalho, por dia trabalhado nas eleições. Os mesários também recebem certificado da Justiça Eleitoral que pode ser critério de desempate em concursos públicos. “Nestas eleições provavelmente teremos dois turnos, então serão 4 dias de folga. Mas o principal privilégio é trabalhar no processo democrático e ajudar a Justiça Eleitoral a fazer uma eleição regular, sem incidentes, preservando a regularidade e legitimidade das eleições”, destaca o Chefe do Cartório Eleitoral.

Treinamentos

Para atuarem nos dias de votação, os mesários passam por treinamentos teóricos e práticos. “Estas pessoas não chegam despreparadas. E em todas as sessões sempre haverá uma ou duas pessoas que já trabalharam em eleições para ajudar os que estão entrando agora”, ressalta Gustavo.

Novo local de votação

Neste ano, Tangará da Serra terá 33 locais de votação, um a mais que nas últimas eleições, localizado no Centro Municipal de Ensino Fausto Eugênio Masson, no Jardim Barcelona.

Quatro locais estão na zona rural e os demais na zona urbana do município. Há também duas urnas localizadas em aldeias indígenas do município.