17/05/2018 13:39

Quantidade de visualizações: 211

Paulo César Desidério com Asis Wébio

No último dia 10 de maio, a Assembleia Legislativa realizou audiência pública em Tangará da Serra, convocada pelos deputados estaduais Saturnino Masson (PSDB) e Wagner Ramos (PSD). O evento aconteceu no auditório da Associação Comercial e Empresarial de Tangará da Serra (Acits) e na oportunidade, o assunto em discussão foi regularização fundiária.

O presidente do Sindicato dos Trabalhadores Rurais de Tangará da Serra, Adilson Afonso da Silva , o Assentamento Antônio Conselheiro, o maior da América Latina, anseia pela oficialização junto aos órgãos competentes. A viabilização de recursos ficou assegurada pelos deputados.

“Nessa audiência eles garantiram para nós, através de um recurso do governo do estado, uma parceria com o Incra para fazer a regularização do Assentamento Antônio Conselheiro com a vistoria e todos os trabalhos a serem feitos. Quero esclarecer para a população que nós estamos indo atrás de concretizar o que foi prometido na audiência pública que é conseguir a viabilização desse recurso”, disse.
Em reuniões com representantes do Instituto Nacional de Colonização e Reforma Agrária (Incra-MT), o presidente do sindicato tangaraense recebeu apoio na luta pela viabilização dos recursos.
“Estive em Diamantino com o chefe do Incra, ele está de acordo. O Incra de Cuiabá também está de acordo. Os três sindicatos que querem, de Tangará, Nova Olímpia e Barra do Bugres também estão de acordo. Então, o que a gente quer esclarecer para a população é que eles tenham um pouco de paciência, aguardar, que estamos indo em busca desses recursos que foram garantidos na audiência do dia 10”, pontuou.

Adilson pediu paciência aos produtores assentados, uma vez que o trabalho feito pelo setor público pode vir a ser mais seguro para todos.

“Tem uma empresa que está fazendo isso lá dentro, mas vamos atrás viabilizar esses recursos para que a gente não possa sacrificar o agricultor. Existe um acordo em que você pode, por parte do Incra e do Governo Federal, que você pode fazer um termo de cooperação técnica, fazer esse trabalho e doar para o Incra. Mas, se o pessoal nos garantiu o recurso, temos de ir atrás, para poder ajudar os assentados porque futuramente vem titulação, vai ter que pagar terra e vai acabar onerando muito custo para os assentados”, destacou.

O Sindicato dos Trabalhadores Rurais está situado em Tangará da Serra na rua 07-A, ao lado da escola Ayrton Senna.

“Qualquer dúvida pode estar ligando no 3326-1816. Pessoal que faz parte de Nova Olímpia pode estar ligando no sindicato de Nova Olímpia, pessoal da Barra pode estar procurando o sindicato da Barra. Nós somos três municípios que envolvem o assentamento Antônio Conselheiro e a gente sempre trabalha em parceria entre os sindicatos para o que for bom para os assentados”, concluiu o presidente.