14/05/2018 12:51

Quantidade de visualizações: 255

Marlenne Maria - da Redação

Foto: Jonas Campos/Rádio Pioneira.

Trata-se da Semana de Atendimento ao Consumidor de Telefonia Móvel, que está sendo promovida em todo o estado de Mato Grosso.

O Coordenador do PROCON em Tangará da Serra, Rossano Ferrari, falou em entrevista à Rádio Pioneira nesta segunda-feira (14), sobre o evento. “O PROCON recebe muitas reclamações sobre as empresas de telefonia. Sinal, contas superfaturadas, planos, mau atendimento, etc. E estamos aqui para alertar sobre a semana que estamos vivendo. O Ministério Público, através da 6ª Promotoria do Estado de Mato Grosso Fez um TAC com as empresas de telefonia. O PROCON foi acionado para fiscalizar esta semana nas empresas de telefonia de Tangará da Serra”, disse.

Em Tangará, Rossano disse que irá pessoalmente até as empresas OI, Vivo e Claro para acompanhar o registro das reclamações. No caso de empresas como a TIM, que não tem sede no município, o atendimento será feito dentro do PROCON ou através do site www.consumidor.gov.br

O TAC consta do Ofício número 092/2018, emitido pela 6ª Promotoria de Justiça do Estado e pede que as empresas de telefonia promovam esta semana de atendimento especial aos consumidores de telefonia móvel em todo o estado. O objetivo é receber nas próprias empresas as reclamações sobre internet e telefone. “Serão analisadas em 10 dias, mas de 14 a 18 de maio, as empresas devem receber as reclamações. O Procon está orientado a fiscalizar, ver se as reclamações estão sendo registradas, qual o número e se está sendo feito de acordo com o TAC”, disse Rossano.

Ele explicou também que o termo de ajustamento de conduta é resultado do trabalho realizado pela Assembleia Legislativa de Mato Grosso em uma comissão especial sobre o tema. “A promotoria pegou o termo que resultou daquela investigação e emitiu este outro termo”.

O Ministério Público já notificou as empresas e nos notificou para acompanhar isto, visando dar seguimento a estes atendimentos. Nós do PROCON estamos pedindo aos consumidores que tem seus problemas de telefone ou internet ou contas que compareçam às empresas e façam as reclamações e peçam cópias para depois enviarmos à promotoria”.

Telefones sem serviço

Rossano ressaltou que este é também o momento de registrar os problemas da falta de serviço da empresa Vivo. “O PROCON já notificou esta empresa Vivo para que esclareça e mostre por qual motivo o serviço ficou interrompido. A primeira notificação há cerca de 6 meses teve a mesma resposta: que aqui tudo está funcionando normalmente. Que estamos reclamando à toa. Vemos a insatisfação da população e já notificamos. Mas, as reclamações não chegam ao PROCON no volume dos problemas”, disse.

Segundo o Coordenador do PROCON os relatos sobre as interrupções do serviço em Tangará serão também levados à Promotoria. Ele destaca, entretanto que o número de reclamações é pequeno. Em Tangará da Serra 37 mil usuários compram serviços da operadora Vivo. “É inadmissível que entre este volume de usuários, apenas quatro registraram reclamações”, disse ainda o coordenador do PROCON.