12/05/2018 09:08

Quantidade de visualizações: 391

Paulo César Desidério com Asis Wébio

Fotos: Asis Wébio/ Rádio Pioneira

Estudantes, técnicos e professores que frequentam diariamente o campus de Tangará da Serra da Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) têm a oportunidade de uma vez por mês comprar doces, comidas e verdadeiras obras de arte. Isso porque a Assoart, Associação de Artesãos do Distrito de Progresso em parceria com a instituição de ensino, coloca à venda seus produtos logo na entrada da universidade.

A reportagem da Rádio Pioneira conversou com Aparecida Angola, uma das artesãs. Ela fez uma avaliação positiva do trabalho desenvolvido na Unemat.

“Para nós é muito bom para a gente divulgar o nosso trabalho. A parte do doce é do pessoal do Bezerro Vermelho e os outros são do Progresso. Tem as artesãs que trabalham com barro e a gente trabalha com a parte de panificação. Doces, bolos, pães e bolachas”, disse.

Doces dos mais variados tipos, pães, bolos, panos de prato, artigos em barro, acessórios. Esses e outros produtos são vendidos no local. Segundo Aparecida, a grande maioria dos que passam por ali não resistem e sempre acabam comprando alguma coisa.

“A gente vende bem. A reação deles é olhar para a comida e falar ‘que tentação!’. Eles pegam o dinheiro, voltam e sempre compram. Está valendo a pena, vai fazer dois anos que estou trabalhando aqui, mas algumas meninas tem mais tempo. Nós viemos uma vez no mês, dois dias seguidos, sempre depois do dia 10, geralmente na terça e na quarta”, complementou a artesã, ao comemorar o resultado das vendas.
Parceria entre artesãos e Unemat rende bons resultadosParceria entre artesãos e Unemat rende bons resultadosParceria entre artesãos e Unemat rende bons resultadosParceria entre artesãos e Unemat rende bons resultadosParceria entre artesãos e Unemat rende bons resultadosParceria entre artesãos e Unemat rende bons resultados