24/04/2018 07:10

Quantidade de visualizações: 163

Rádio Pioneira com Gazeta Digital

Uma paciente do Pronto-Socorro de Várzea Grande morreu com suspeita da gripe H1N1 e um homem está em isolamento na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) sob a mesma suspeita. Os 2 casos aguardam resultado dos exames realizados em amostras que foram coletadas para determinar se, de fato, trata-se do vírus H1N1 ou não.

A mulher, que morreu no último sábado (21) e não teve o nome divulgado, deu entrada na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Ipase, na última terça-feira (17), com quadro grave de pneumonia severa com risco da gripe, também conhecida como “suína”. O local chegou a ser fechado por algumas horas para desinfecção do local como medida de prevenção.

Em seguida, foi transferida para uma UTI de isolamento do Pronto-Socorro, onde ficou internada por 3 dias. Ela morreu com insuficiência respiratória.

O 2º paciente deu entrada no pronto atendimento no sábado com quadro de insuficiência respiratória, febre e outros sintomas característicos do viral - dor muscular, dores de cabeça, na garganta e coriza. Após a 1ª avaliação, que apontou o risco de H1N1, foi transferido para o Pronto Socorro e está isolado na UTI. Em ambos os casos foram solicitados exames e o resultados podem demorar até 30 dias para ficarem prontos.

3º caso

Reprodução/Facebook

Em Mato Grosso, um 3º caso suspeito foi registrado em Sorriso (420 Km de Cuiabá). Uma professora identificada como Camila Ramos morreu com suspeita da doença, no dia 15 deste mês. Após ter ido 5 vezes a uma UPA e ser diagnosticada com gripe comum, ela deu entrada no Hospital Regional com diagnóstico de pneumonia bacteriana. Ela foi encaminhada por um hospital particular.

No Hospital Regional, seu quadro se agravou rapidamente resultando na morte de Camila. A agressividade da doença fez com que a equipe médica a acreditasse na possibilidade da gripe H1N1. Por isso, foram solicitados exames para confirmar o caso. Além disso, 2 familiares da professora foram internados de forma preventiva no hospital.

Campanha de vacinação

A Campanha Nacional de Vacinação contra influenza iniciou nesta segunda-feira (23) e segue até 1º de junho. Segundo o Ministério da Saúde, a vacina previne contra 3 tipos de influenza: influenza A H1N1, influenza A H3N2 e Influenza B. No 1º momento deverão ser atendidos o grupo prioritário onde estão inseridos idosos, gestantes, crianças entre seis meses e 5 anos de idade, trabalhadores da saúde, professores, indígenas, adolescentes e presidiários.

Em Cuiabá foram disponibilizadas 51 mil doses que abasteceram todos os Centros de Saúde e unidades do Programa Saúde da Família (PSF).

Já em Várzea Grande a vacinação será realizada em 19 unidades de saúde, entre policlínicas e PSFs. As exceções são o Pronto-Socorro de Várzea Grande, a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Ipase e o Centro de Especialidades em Saúde (Ces), que funcionam como retaguarda para todas as demais unidades.