12/04/2018 13:24

Quantidade de visualizações: 195

Marlenne Maria com Asis Wébio

Foto: reprodução.

Em uma cobrança reiterada, feita já há dois anos, o vereador voltou a abordar a necessidade de implantação de políticas voltadas ao fomento do turismo em Tangará da Serra.

Em sua fala na Tribuna na última sessão da Câmara, Rogério Silva lembrou que Tangará tem potencial turístico semelhante ou até melhor do que cidades que contam com importante aporte de recursos deste segmento. Ele citou o município de Bonito no Mato Grosso do Sul. “O que tem lá, no Mato Grosso do Sul, não é diferente do que temos aqui em Tangará da Serra. O que falta é chamarmos a iniciativa privada para que sejam instados estabelecimentos de lazer. Seja para lazer nas cachoeiras e rios, seja o turismo do agronegócio, seja no esporte como o ciclismo e mountain bike. Precisamos que uma secretaria busque captar empresas para investir em nosso município”.

O vereador ressaltou em entrevista à Rádio Pioneira que a fala é direcionada à Secretaria de Turismo do município. “Precisamos explorar mais este potencial. Estamos construindo uma estrutura até importante e grande que é o Centro de Atendimento ao Turista e não adianta termos este centro se não explorarmos o turismo, que sem dúvida será uma importante fonte de receita para Tangará da Serra”.

Rogério Silva lembrou que há dois anos fez uma fala semelhante na Tribuna da Casa. “Agora isto se intensifica mais porque iniciamos a construção deste centro de atendimento ao turista e precisamos ter o que oferecer. Se tivermos a estrutura e não tivermos locais para mostrar aos turistas estas belezas naturais. Sabemos que hoje a Secretaria tem recursos, mesmo que enxutos, precisa destinar mais, mas também precisamos de ideias, buscar alternativas e vejo que a iniciativa privada, através das parcerias é o caminho para explorar este segmento em Tangará da Serra”.