03/04/2018 08:08

Quantidade de visualizações: 308

Paulo César Desidério com Gilvan Melo

A Universidade do Estado de Mato Grosso tem se destacado na oferta de vagas à comunidade. Nesta segunda (02), houve a abertura do prazo de inscrições para o Vestibular 2018/2 da instituição. De acordo com o diretor do campus em Tangará da Serra, Anderson Fernandes, a estrutura física da universidade está passando por processo de ampliação.

“Passamos por dois momentos de expansão. A gente passa por um momento de expansão 2017/2018 e expansão de ordem física. O campus vem ampliando as suas estruturas físicas na ordem de 15%. De 2017 até 2018, 2019, a gente pretende fazer a entrega de pelo menos 15% de ampliação em termos de obras físicas aqui dentro do campus”, afirmou.

Em relação à abrangência, a Unemat oferece cursos de formação e especialização. As pós-graduações, mestrados e doutorados tem sido um sucesso, obtendo índices de relevância na capacitação de profissionais. Anderson falou a respeito.

“Aqueles professores que tem lá sua formação em Ciências Biológicas ou Ciências Naturais da Terra e querem fazer sua especialização em nível de mestrado podem procurar o campus. Esses editais saem pelo menos duas vezes por ano e possibilita a estes profissionais fazerem a formação em nível de mestrado. Nós temos também mestrado e doutorado em estudos literários. Temos mestrado em genética e melhoramento, mestrado em ambientes e sistemas de produção agrícola. Todas essas formações são de ordem strictu sensu e são oferecidas duas entradas por ano”, explicou, ao salientar que no site da instituição os editais para ingresso às especializações são publicados.

Nos cursos de graduação, o campus de Tangará da Serra tem recebido estudantes de outras regiões do país, fato ocasionado principalmente após a adoção do Sistema de Seleção Unificada (Sisu) pela instituição, cujos calouros chegam à Universidade via Exame Nacional do Ensino Médio (Enem).
“Um dos procedimentos que foi adotado pela Unemat como um todo há alguns anos é a adoção de uma das entradas para vestibular por meio do Sisu, que é o sistema unificado de entrada para estudantes de graduação. Esse Sisu é uma plataforma nacional, então é colocado todos os nossos cursos para todos os estudantes do Ensino Médio de todas as instituições, nos quais ele opta para fazer um curso aqui. Então, essa possibilidade via Sisu abriu portas para que outros estudantes de outros estados venham aqui conhecer a nossa cultura e participar de uma formação de qualidade”, avalia Anderson, ao elencar que a universidade tem recebido estudantes do norte e nordeste.