02/04/2018 07:51

Quantidade de visualizações: 131

Rádio Pioneira com Gazeta Digital

Evitando falar de eleição antes da “canjica” que irá saborear nesta Páscoa, o governador Pedro Taques (PSDB) diz que não teme ficar sem aliados por adiar conversar sobre o assunto ao passo que seus concorrentes já estão firmando coligações partidárias para a campanha política deste ano. “Eu quero trabalhar muito esses 120 dias pra que nós possamos cumprir os nossos compromissos, pra que nós possamos resolver muitos problemas do nosso Estado. Campanha eleitoral deixa depois das convenções. Eu vou decidir isso mais pra frente”, disse em entrevista à Rádio Capital FM.

As convenções, de acordo com a Justiça Eleitoral, podem ser realizadas até o dia 5 de agosto, quando as composições partidárias devem apresentar os nomes que disputarão os 5 cargos em disputa neste pleito: deputado estadual e federal, senador, governador e vice-governador. Questionado sobre quais partidos já estariam coligados, Taques não respondeu e disse ser natural que os demais partidos já estejam se movimentando para a eleição. “Vejo com total tranquilidade. Isso faz parte do processo político. Até a data das filiações, em abril, isso ocorre. Eu não tenho pressa de absolutamente nada”, disse.