16/03/2018 07:03

Quantidade de visualizações: 304

Paulo César Desidério com Gilvan Melo

No próximo sábado (24), a Dra. Lavínia Faccini, presidente da Rede Latino-Americana de Genética Humana e Professora da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) visitará mais uma vez o município de Tangará da Serra. O objetivo da visita é acompanhar o prosseguimento da pesquisa desenvolvida no município em parceria com a Secretaria Municipal de Saúde e a Universidade do Estado de Mato Grosso (Unemat) que estuda os casos de microcefalia decorrentes do zika vírus registrados na cidade.

Em entrevista coletiva concedida na manhã desta quinta-feira (15), a coordenadora da Vigilância Epidemiológica do município, Juliana Herrero, comunicou que Lavínia irá ministrar palestra a respeito do tema tendo como público-alvo profissionais da sáude.

“Ela é médica geneticista e vem até Tangará por causa do projeto da zika e das microcefalias e aproveitando a oportunidade, ela fará uma palestra, um curso sobre a zika e as microcefalias para os profissionais de saúde. Então, aqui quero convidar todos os profissionais de saúde que tem interesse em participar dessa palestra, sendo que a Dra Lavínia é extremamente renomada, participa de todos os congressos internacionais referentes a zika e genética, as anomalias congênitas”, disse.
A coordenadora reforçou a importância da capacitação oferecida através do curso, que fornecerá informações importantes sobre a temática.
“É extremamente importante, já que estamos em período chuvoso ainda. Nós estamos tendo alguns casos de zika positivos, então é importante que os nossos profissionais estejam atentos para saber fazer o manejo clínico dessa doença que infelizmente tem como consequência os casos de microcefalia. Então, para que nós não tenhamos mais casos de microcefalia, temos que estar sempre nos capacitando. Essa é uma oportunidade única, curso gratuito, realizado pela prefeitura de Tangará da Serra e Unemat”, explica.

Os profissionais da saúde que atuam tanto no setor público quanto no privado que tiverem interesse em participar, devem enviar o nome completo no e-mail da vigilância epidemiológica: epidemio@tangaradaserra.mt.gov.br. Para maiores informações, basta ligar nos telefones, 3311-9627 ou 3311-9628. O curso acontecerá das 09h00 às 11h00 da manhã do próximo dia 24, no auditório do Centro de Formação e Atualização Profissional (Cefapro).

“Lembrando que a inscrição é limitada porque vai acontecer no auditório do Cefapro. Desde já quero agradecer a coordenadora Marcia Regina que nos emprestou o auditório. Como lá tem um número de cadeiras limitadas, o curso também é limitado para 150 pessoas”, concluiu, ao afirmar que os 150 primeiros a procurarem a vigilância via e-mail terão inscrição garantida.