13/03/2018 13:15

Quantidade de visualizações: 642

Rádio Pioneira com Gazeta Digital


Um homem de 31 anos morreu durante troca de tiros com policiais do Grupo Especial de Fronteira (Gefron), na tarde desta segunda-feira (13). Batista Francisco De Oliveira estava acampado em uma propriedade rural particular, na cidade de Porto Esperidião (326 km a oeste de Cuiabá), junto com outras 3 pessoas sendo 2 homens uma mulher que foram presos acusados por invasão, tráfico, posse e porte ilegal de arma de fogo.

No local, foram presos Mauro Gomes, 52, e Juliane Ferreira de Almeida, 35, enquanto o 3º suspeito que portava uma arma de calibre 12 conseguiu fugir pela mata. Ele não foi identificado.

De acordo com a denúncia do pecuarista dono da propriedade, a quadrilha invadiu sua propriedade localizada próximo ao Ferrugem, no Distrito de Vila Cardoso, e os suspeitos traficando de drogas e fazendo extração ilegal de madeiras. Também foram acusados de grilagem. A vítima relatou que foi proibida de entrar na sua fazenda sob ameaças de morte a sua família.

Conforme o boletim de ocorrência confeccionado pela Polícia Militar, a equipe do Gefron encontrou uma armadilha artesanal dentro da fazenda e 4 pessoas estavam no acampamento clandestino. Após a abordagem policial, Batista tentou fugir do local e utilizando uma pistola de 9 milímetros disparou contra a equipe, que revidou a ação.

Divulgação

Foram apreendidos, a pistola e também 3 estojos deflagrados, 3 munições intactas e várias munições de calibre 12.

Batista chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital de Porto Esperidião, mas teve a morte constatada pelo médico da unidade. Os presos foram encaminhados à a Delegacia Especial de Fronteira (Defron), que investigará o caso.