13/03/2018 08:15

Quantidade de visualizações: 1482

Marlenne Maria com Gilvan Melo

Um pavimento da Clínica da Criança foi evacuado no início da noite desta segunda-feira (12). Pacientes começaram a ser removidos imediatamente após a constatação de que havia fumaça no local. Eles foram transferidos para outro piso da própria unidade hospitalar.

Os bombeiros foram acionados e ao chegarem avistaram um princípio de incêndio em um aparelho de ar condicionado. Segundo o Sargento Wilson, da Corporação, apenas o aparelho e alguns materiais da sala de esterilização foram destruídos pelo fogo.

A sala está localizada ao lado do centro cirúrgico da unidade, mesmo andar da UTI neonatal, que precisou ser evacuada.

Enquanto os bombeiros lidavam com o fogo, policiais militares e populares auxiliaram a equipe do hospital na tarefa de transferir os recém-nascidos que estavam em incubadoras, bem como os demais pacientes. Segundo a direção do hospital, foram transferidos por questão de segurança.

O Sargento Wilson do Corpo de Bombeiros explicou que o fogo pode ter sido iniciado por um curto circuito. “Nos acionaram informando que o incêndio era na parte exterior e superior desta clínica. No local, encontramos grande quantidade de fumaça e a visibilidade dificultada por causa de ser fumaça escura. Mas, nossa equipe, bem treinada, conseguiu adentrar na sala e efetuou o combate ao foco de incêndio. Foi um provável curto circuito que iniciou este incêndio que queimou o aparelho e alguns matérias da sala de esterilização”, explicou o Bombeiro em entrevista à Rádio Pioneira.

Ele destacou o bom trabalho realizado pela equipe do hospital na retirada dos pacientes. “Devido à grande quantidade de fumaça, quando chegamos a equipe do hospital já fazia a retirada de alguns pacientes, principalmente dos que estavam naquele pavimento. Esta evacuação tem que ser rápida. Mas, eles estão de parabéns, porque quando chegamos eles já haviam retirado todas as pessoas próximas ao foco do incêndio. A Polícia Militar chegou e auxiliou também”, disse o bombeiro.

A PM confirmou que uma guarnição que passava pelo local estranhou o movimento e ao saber da situação convocou colegas da corporação para auxiliar, tanto na transferência de pacientes, quanto na contenção de pessoas que queriam entrar na unidade em busca de notícias de familiares.

O Sargento Bombeiro destacou ainda, que a companhia está muito bem equipada em Tangará da Serra. “Hoje temos equipamentos para debelar também incêndios maiores. Só deixamos o local quando verificamos que não havia nenhum risco de novo incêndio. Apenas orientamos a equipe do hospital que mantivesse aquele espaço isolado. A fumaça muito escura deixou as paredes escuras. Provavelmente precisarão fazer um trabalho de recuperação naquelas salas para voltar a utilizar”.

​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital​Tangará: incêndio em aparelho de ar condicionado exigiu evacuação em hospital