14/02/2018 13:23

Quantidade de visualizações: 896

Marlenne Maria com Gilvan Melo

Em 2018 o Departamento pretende ofertar em torno de 5. 500 vagas. Ao longo de 2017 foram cerca de 5 mil as vagas ofertadas.

Alguns ajustes deverão ser feitos com o propósito de reduzir a evasão, segundo o Chefe do Departamento de Cultura Anselmo Parabá.

Ele destaca que no ano passado o índice de desistência nas oficinas chegou perto de 30%. “Tivemos uma vacância muito grande. De 25 a 30% das pessoas que fazem as inscrições acabam desistindo. E depois, pessoas vem de bairros distantes procurando o Centro Cultural e já não temos vagas. Ás vezes é o pai que quer que o filho faça a oficina. O pai e a mãe influenciam sim, mas é interessante a criança escolher e conhecer as atividades antes”.

Segundo Parabá, é importante que os candidatos que vão fazer a inscrição saibam o que querem para que haja melhor aproveitamento. “Os cursos duram seis meses. De fevereiro a julho e de agosto a dezembro. Quem faz oficina lá, sai com todo o conhecimento básico para desenvolver a ação ou atividade”.

As inscrições para as oficinas culturais iniciam na 2ª quinzena de fevereiro, quando as aulas da rede municipal já tiverem iniciado. A partir de então será dado início à divulgação das oficinas, segundo Parabá. “Existe um grande número de alunos das redes municipal e estadual de ensino que neste período estão viajando. Se abrirmos matrículas agora este pessoal pode perder. Então, optamos por realizar este processo de inscrições uma semana depois de iniciar o ano letivo. Assim, teremos oportunidade de oferecer estas vagas para o maior número possível de crianças e adolescentes em Tangará”.

Ele ressalta que todos estão convidados a conhecer as oficinas e atividades apresentadas nas edições do Sarau Cultural, que sempre têm dança ou teatro. “Às vezes a criança quer fazer dança e o pai quer que faça violão, outras o pai quer que faça dança e a criança quer fazer violão. Então, a criança é que precisa dizer o que quer fazer. Isso acaba prejudicando quem realmente quer a vaga”.

Anfiteatro

Parabá confirmou que o anfiteatro do Centro Cultural será inaugurado em breve. “Está faltando somente parte das cadeiras para serem instaladas e em breve poderemos inaugurar. Será um ano muito positivo para o teatro em Tangará da Serra esse 2018 com a reabertura deste anfiteatro”, destacou.

O Centro Cultural também está recebendo mutirões todas as sextas-feiras ao longo deste mês de janeiro e deve “ganhar uma cara nova”, segundo Parabá.