09/02/2018 13:56

Quantidade de visualizações: 2277

Marlenne Maria com Gilvan Melo

fotos: Gilvan Melo/Rádio Pioneira

O PM que sofreu a agressão reside em Sapezal e estava em Tangará da Serra em apoio à família da esposa. O agressor veio de São Paulo para o velório, junto com parentes do sogro do PM.

Em entrevista à Rádio Pioneira o PM que está de férias, contou que seu sogro faleceu na madrugada de domingo e que veio a Tangará dar apoio à família da esposa. “Os familiares vieram nesta ocasião, inclusive este rapaz que é parente distante da minha sogra. Hoje, ele estava dormindo em outra casa. Um tio pediu que os levasse na rodoviária. Me disponibilizei na hora. Quando terminei de acondicionar as mochilas no porta-malas e no que fechei ele já me imobilizou com um ‘mata leão’. Fomos direto para o solo. Imaginei que ele queria só pegar minha arma. A gente já fica esperando esta situação, de assalto ou alguém atentando contra a vida. Quando percebi que era ele, só reagi tentando chamar meu tio. Entreguei minha arma para meu tio. Até então não tinha visto ainda a faca. Os familiares viram a situação e auxiliaram”, relatou.

Mesmo tendo sido ferido pelo jovem, o policial não reagiu usando a arma de fogo. “Talvez se fosse outro policial teria reagido. Eu saquei minha arma e ele mesmo imobilizado não esboçou reação de me soltar. Mas, graças a Deus está tudo bem”, disse ele.

Familiares relataram que o agressor é usuário de drogas. “Ele é um rapaz problemático segundo familiares”, disse ainda o policial.

O Cabo Andrade da Polícia Militar de Tangará, que atendeu à ocorrência também destacou o fato de que, mesmo ferido, o colega não usou a arma de fogo. “O Centro de Operações nos informou que havia uma situação em frente ao Fórum, de um rapaz com arma branca e que havia outra pessoa no veículo com arma de fogo. No local vimos que era um policial do Sapezal que estava de férias aqui que portava a arma de fogo. O policial já estava bem machucado pelos golpes de faca”, contou o Cabo Andrade.

Segundo o PM, o agressor estava bastante alterado e não foi possível descobrir os motivos do ataque. “A pessoa quando está alterada assim, só depois para saber o motivo. Ao que consta ele estaria planejando, mas parecia a princípio ser brincadeira. Entretanto, o que vimos ali, é que ele parecia mesmo pretender tirar a vida do policial”.

Vitor Carlos Bidoia Faria, que agrediu o policial, foi conduzido à Delegacia de Polícia para as providências cabíveis ao caso.

Jovem de SP é preso em Tangará após atacar Policial usando facaJovem de SP é preso em Tangará após atacar Policial usando facaJovem de SP é preso em Tangará após atacar Policial usando faca