17/01/2018 13:05

Quantidade de visualizações: 116

Rádio Pioneira com Assessoria

O Ministério da Saúde atualizou a situação da febre amarela no Brasil, com informações repassadas pelas secretarias estaduais de saúde. No período de monitoramento, que começou em julho de 2017 até o dia 14 deste mês, foram confirmados 35 casos de febre amarela no país sendo registradas 20 mortes. Ao todo, foram notificados 470 casos suspeitos, sendo que 145 permanecem em investigação e 290 foram descartados. Sobre antecipar a campanha de vacinação contra a doença, o secretário Executivo do Ministério da Saúde, Antonio Nardi, explica que é uma medida que deve partir do próprio estado.

“O estado, a secretaria e a Vigilância Epidemiológica dos estados é quem faz o monitoramento do número de casos, a investigação e a necessidade ou não da adoção dessas medidas. O ministério está dando todo suporte técnico necessário, além dos insumos para garantir as demandas desses estados que chegam até nós”.

O secretário Antonio Nardi também afirmou que, se for necessário, o Brasil tem doses de vacina suficiente para toda a população.

“Temos um estoque estratégico suficiente de vacinas já produzidas para garantir a vacinação, se houver necessidade, de toda a população brasileira, adotando o fracionamento das doses porque este número de produção garantirá, além desses estados onde o fracionamento já está sendo adotado, o abastecimento de todos os demais estados onde a vacina da febre amarela já está na rotina”.

Ainda de acordo com o secretário executivo do Ministério da Saúde, todos que vivem nos municípios com recomendação para vacinar contra a febre amarela devem tomar uma dose para estar protegido durante toda a vida. Para saber quais são essas regiões de recomendação acesse: saúde.gov.br.