15/01/2018 12:32

Quantidade de visualizações: 377

Rádio Pioneira com Secom/MT

A Secretaria de Estado de Saúde (SES) vai assinar nos próximos dias um Termo de Compromisso com a prefeitura de Tangará da Serra para que o município assuma a gestão das unidades de Tratamento Intensivo (UTIs) na cidade. O plano de trabalho já está concluído e as ações para a habilitação dos leitos de UTI junto ao Ministério da Saúde deverão ocorrer em 180 dias, período no qual os prestadores de serviços hospitalares cumprirão algumas etapas do processo, que inclui a melhoria da estrutura.

Os detalhes do plano foram discutidos em Tangará durante reunião que contou com a presença de gestores da SES, do prefeito Fábio Junqueira, do secretário municipal de Saúde, Itamar Bonfim, e de representantes dos prestadores de serviços hospitalares. “A prefeitura, junto com a SES, vai assumir o controle e avaliação e financiamento dos leitos de UTI privados em Tangará da Serra”, disse o secretário de Saúde de Tangará.

Atualmente, Tangará possui 54 leitos de UTI distribuídos no Hospital das Clínicas, no Hospital e Maternidade Santa Ângela e no Hospital e Maternidade Clínica da Criança. Desse total, 26 leitos estão cadastrados junto ao Sistema Único de Saúde /SES e por não estarem habilitados no Ministério da Saúde são financiados integralmente pelo Estado, que paga uma diária de R$ 1,3 mil por leito. Com a habilitação, o Estado arcará com R$ 872,00 pela diária e o ministério com R$ 478,00.

De acordo com a secretária Executiva de Saúde da SES, Fátima Ticianel, com a descentralização, Tangará poderá se habilitar e receber os recursos do Governo Federal, mais a contrapartida do Estado. Para que a habilitação aconteça, o serviço passará apor um rigoroso processo de avaliação por parte da SES com base na regulamentação do ministério. “A gestão do município facilitará muito o controle e a avaliação. Isso terá um impacto muito importante para a região, porque nós vamos ter uma melhoria na qualidade desse serviço”, explicou a secretária Executiva, Fátima Ticianel.

Com a descentralização dos serviços, a prefeitura de Tangará da Serra irá assumir o controle e a avaliação dos leitos de UTI privados. Uma equipe da Secretaria Municipal de Saúde irá monitorar mensalmente os serviços, verificando nos hospitais locais as internações, a situação dos pacientes que necessitam de cirurgia e aqueles que devem ser encaminhados para serem atendidos em Cuiabá.

“Assinamos junto com o prefeito Fábio Junqueira um termo de compromisso com os prestadores de serviço das UTIs de Tangará para que, já a partir de janeiro, nós tenhamos condições de fazer esse acompanhamento. Vai melhorar bastante, não só para Tangará da Serra, como para toda a região. Porque aí nós teremos como verificar in loco todas as internações e serviços que foram realizados. O dinheiro virá diretamente da SES e do Ministério da Saúde para a prefeitura, que se responsabilizará para fazer todos os pagamentos”, disse o secretário de Saúde, Itamar Bonfim.