11/01/2018 07:28

Quantidade de visualizações: 343

Marlenne Maria - da Redação

A informação Magno Cezar Ferreira em entrevista à Rádio Pioneira nesta quarta-feira (10). Segundo ele, o propósito das ações é melhorar a imagem do município no que diz respeito à destinação do lixo e colaborar com a saúde coletiva.

Ele ressaltou que o objetivo principal não é multar, mas quando não há conscientização, a forma possível é a autuação. “O intuito da Secretaria não é multar e sim conscientizar, mas infelizmente muitos ainda deixam de fazer as coisas corretamente. A poluição visual por descarte de lixo em local indevido é muito grande. Esperamos da população que dê destinação correta do lixo, levando ao aterro sanitário. Estamos fazendo uma programação junto com o GGI e SEMA e vamos fazer uma operação. Caso seja constatado e consigamos pegar pessoas que fazem este descarte, serão conduzidas à delegacia e serão multadas e autuadas. Nossa orientação é para que deem destinação correta para o lixo, não descartando em qualquer local”.

Ele orientou para que entulhos, ou móveis usados que não sejam mais utilizados, sejam levados até o aterro sanitário. A taxa cobrada será inserida na conta de água do mês seguinte. “É preciso ter cuidado com isso, porque há toda a questão da saúde, porque o lixo jogado gera criadouros para o mosquito transmissor da dengue. Além disso, hoje se chega à cidade e tem lixo jogado por todos os cantos. Vamos limpar estes locais junto com a SIFNRA e em seguida vamos autuar e multar”.

Com a intensidade nas chuvas, outro problema registrado é o entupimento de bueiros que não dão conta de escoar a água. O atendimento no local é feito em horário comercial de 2ª a 6ª-feira. “Basta levar junto uma conta de água e lá eles verificarão o valor das taxas que serão cobrados junto no mês seguinte”.

Desmatamento e invasões em áreas de Preservação Permanente também serão fiscalizados com mais rigor. “Só conseguiremos melhores resultados com a ajuda da população. Se você viu alguém descartando lixo ou algum material em local inadequado ou se viu alguém desmatando ou cortando árvores indevidamente, faça a denúncia que iremos verificar”.

Terrenos baldios que não estejam sendo devidamente limpos também podem ser denunciados A fiscalização é feita pela equipe da Vigilância Ambiental.

Corte de Árvores

Magno Cézar também explicou que a Prefeitura não retira árvores sem critério. “Todo processo para retirada ou poda de árvores passa por uma análise pelos engenheiros e técnicos da Prefeitura. Eles verificam os riscos ou possíveis transtornos e só a partir daí é autorizada a retirada de uma árvore para plantio de outra. Vimos inclusive pessoas ligando e pedindo para retirar ou podar árvores por queda de folhas. Mas, sempre fazemos uma análise para ver se realmente é necessário. Se não for necessário o sérvio não é permitido. E orientamos que a população não pode retirar árvores sem devida autorização da SEMEA. Mesmo que seja dentro do quintal, tem que pedir a autorização”.

Segundo o Secretário, nenhuma árvore no município foi cortada sem necessidade. “Nós temos uma cautela muito grande na verificação do que precisa ser feito e se estuda para não haver agressão ao meio ambiente”.

Para entrar em contato com a Secretaria Municipal do Meio Ambiente pode-se utilizar o telefone (65) 3311-4862.