22/12/2017 12:29

Quantidade de visualizações: 448

Rádio Pioneira com Gazeta Digital

O presidente da Associação Mato-grossense dos Municípios (AMM) Neurilan Fraga (PSD) afirmou em coletiva de imprensa na manhã desta sexta-feira (22) que já recebeu duas denúncias de prefeitos do interior que estão sendo ameaçados de morte. Na ultima sexta-feira (15), o prefeito de Colniza, Esvandir Antonio Mendes, 61 anos foi assassinado a tiros e os motivos do crime ainda não foram descobertos.

“Depois de Colniza recebemos mais duas denúncias de prefeitos que estão sendo ameaçados e já encaminhamos ao Governo do Estado. Cobramos agilidade no esclarecimento dos fatos em Colniza e comunicamos que tem regiões que precisam melhorar a segurança, porque também há um caos na segurança”, disse Fraga.

O prefeito Vando morreu após ser alvo de tiros à queima-roupa enquanto estava dentro do seu um veículo, Toyota SW4 preta, a cerca de 7 quilômetros da entrada da cidade. Ele estava em seu um veículo acompanhado da primeira-dama, Rosemeire Costa, e do secretário municipal de Finanças, Admilson Ferreira dos Santos, quando os bandidos se aproximaram e dispararam contra eles.

Após ser atingido, Vando ainda conseguiu dirigir até a Avenida 7 de Setembro, no centro da cidade, quando perdeu o controle do veículo e bateu o carro. Ele morreu na hora. O secretário também foi atingido na perna esquerda e nas costas e segue internado.

“As regiões mais distantes da Capital precisam de mais policiais, tem cidade com dois militares apenas. Há diversos conflitos agrários e políticos a algumas situações precisam ser revistas”, ressaltou o presidente.