04/12/2017 06:35

Quantidade de visualizações: 551

Aline Schwaab com Asis Wébio

Fotos: Asis Wébio/ Rádio Pioneira

Na manhã deste sábado (02), foi realizada mais uma edição do Café com Vida da Univida de Tangará da Serra.

A palestra sobre câncer de próstata foi ministrada pelo médico urologista, Dr. Antônio Xisto.

À Pioneira, o médico falou da importância de abordar esse tema. “Nós temos sempre que reforçar para a população masculina que o câncer de próstata é hoje a segunda maior causa de morte entre os homens. É uma morte totalmente evitável desde que esse paciente tenha sempre o cuidado de fazer o seu exame periodicamente para que, se um dia ele venha a começar a desenvolver um câncer prostático, seja detectado logo de início, antes que se espalhe para o resto do corpo”.

O médico salientou a importância do exame preventivo. “É um câncer 100% curável, desde que descoberto a tempo. Por isso a importância de fazer o exame. Ainda há muito preconceito e infelizmente ainda muitos morrem de câncer de próstata em função desse preconceito. O PSA como preventivo de câncer de próstata não serve para nada. O PSA não é um exame que de especificidade para câncer de próstata, ele vai dizer se existe qualquer processo na próstata, mas não especificamente o câncer. Então aqueles que estão fazendo o PSA, estão se iludindo”.

Conforme o urologista, todos os homens acima de 45 anos devem realizar o exame a cada 09 meses. “Não existe uma causa específica para o câncer de próstata. O câncer de próstata é uma doença da terceira idade, como muitos tipos de câncer, e a idade ideal é a partir dos 45 anos ou 40 anos se tiver histórico na família. É um exame que não leva nem 10 segundos para fazer e os homens têm preconceito. Se eles acham que isso mexe com a masculinidade de alguém, o que eu sempre digo é que o cemitério está cheio de machões. A mulher é bem mais consciente do que o homem. A mulher, independente de campanha, sempre está fazendo o exame, já o homem precisa se conscientizar um pouco mais. Nos últimos anos aumentou muito a procura por parte dos homens para fazer o exame, mas infelizmente muitos ainda perecem em uma doença que poderia ser evitada”.

Bazar

A Univida de Tangará da Serra está realizando também um bazar itinerante.

“Nós fazemos o Bazar da Univida todos os anos com o objetivo de que venham roupas para serem vendidas em um bazar itinerante nos bairros da cidade por um valor máximo de cinco reais e o dinheiro será revertido na compra de cestas de natal que serão distribuídas para as famílias carentes da nossa cidade. Esse é o objetivo do nosso bazar, venham comprar e venham trazer roupas também”, destacou a proprietária, Greice Mara da Cruz.

​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida​Tangará: câncer de próstata foi tema do Café com Vida da Univida