24/11/2017 12:41

Quantidade de visualizações: 413

Marlenne Maria com Asis Wébio

O evento foi aberto na noite quinta-feira (23) na sede do Sindicato Rural. A Caravana da Soja está em sua 6ª edição e pela segunda vez passando por Tangará da Serra. Nesta edição, foram apresentadas tecnologias de três startups e novidades para o agronegócio.

A avaliação do evento foi muito positiva segundo Eloíza Zuconelli, Delegada da Aprosoja, núcleo de Tangará da Serra. “Para nós é uma grande alegria receber profissionais de grande gabarito que compartilham seu conhecimento conosco. Este ano o foco do evento é a tecnologia. Mato Grosso e o Centro Oeste são prova de que se não fosse a tecnologia não estaríamos no patamar em que estamos. Agora, com este advento das Startups, o Mato Grosso como sempre está na vanguarda”, disse ela.

Na primeira noite do evento, duas palestras foram ministradas. A primeira sobre sustentabilidade da biotecnologia no campo e a segunda com o tema “O futuro já chegou: o que a tecnologia tem para oferecer à agricultura”. “Nesta palestra o João Henrique Rosa passou números de como está acontecendo isto no Brasil e no mundo, em que ponto estamos e compartilhamos ideias a respeito deste desafio que é encontrar soluções para o campo diante de alguns problemas de infraestrutura de telecomunicação”, explicou a Delegada.

Produtores e estudantes participaram do evento. Segundo Eloíza, é preciso unir quem está entrando no mercado como profissional, com os produtores que enfrentam desafios para utilizarem a tecnologia no campo. “O objetivo é estimular estes profissionais a encontrarem soluções para o que o agronegócio precisa. Temos que estar cada vez mais juntos em busca destas soluções que não aparecem magicamente, mas são construídas. Também foi falado do AgriHub que é um projeto de vanguarda criado pela Famato e pelo SENAR MT, com apoio do IMEA. O objetivo desta rede de inovação é aproximar os produtores que tem o desafio a ser superado e as Startups, que teoricamente tem a solução, mas os dois precisam conversar para que as coisas sejam aperfeiçoadas juntas. É a ideia de quem desenvolve, coma necessidade do produtor”.

Na manhã desta sexta-feira (24), o assunto AgriHub foi ampliado. “Eles estão aqui justamente para apresentarem seu projeto e buscarem esta interação com o produtor”, explicou Eloíza.

Depois de Tangará da Serra a caravana passará pelos municípios de Diamantino, Sinop, Sorriso, Ipiranga do Norte, Tapurah e Nova Mutum.

​Caravana da Soja discutiu tecnologia voltada para o Agronegócio em Tangará​Caravana da Soja discutiu tecnologia voltada para o Agronegócio em Tangará