14/11/2017 13:04

Quantidade de visualizações: 295

Rádio Pioneira com Assessoria Sindicato Rural

(Foto: - Da esquerda para Direita -Eloiza Zuconeili, Diogo Rutilli, Marcio Nicolli, Reck Junior e Patrícia Basa, reunidos após divulgação dos resultados no Sindicato Rural)

Os delegados que irão representar o núcleo da Associação dos Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (Aprosoja) em Tangará da Serra nos próximos três anos foram eleitos nesta terça-feira (13). Larissa Maria Rivalta e Silva e Patrícia Regina Barbosa Pasa foram as delegadas escolhidas através do voto direto e Marcio Nicolli, que atuará como delegado coordenador do núcleo, foi indicado pelo Sindicato. Eles irão atuar na Gestão 2018/2020.

Mais de 90% dos associados compareceram ao Sindicato Rural para registrarem os seus votos que foram diretos e secretos, com etapas informatizadas (urnas eletrônicas) e manuais (cédulas de votação) para garantir a segurança e a eficiência no processo eleitoral.

O presidente do Sindicato Rural de Tangará da Serra, Reck Junior, parabenizou a todos os produtores de alimentos que mais uma vez cumpriram seus papeis de cidadania e compareceram para votar. “Agora é trabalhar. É um ciclo normal que se renova e estamos muito felizes porque a causa é nobre para o que a gente busca que é mais desenvolvimento no nosso Estado, gerando mais empregos e mais renda para todos os Matogrossenses”, disse.



“Nós, do Sindicato Rural, estamos de portas abertas para toda a sociedade, para os novos delegados e novos membros da diretoria para que a gente continue na luta, buscando mais prosperidade e desenvolvimento para a nossa região e todo o Estado. Somos produtores de alimentos e temos as mesmas demandas. As pautas e os desejos são os mesmos. O importante é que daqui pra frente a gente esteja unido em prol do desenvolvimento e crescimento do Estado e da nossa atividade”, ponderou, ressaltando que o Sindicato é a casa do núcleo da Aprosoja na região.

A partir do ano que vem, caberá aos novos delegados mobilizar produtores para as ações da associação, representar demandas e reivindicações de suas regiões junto à Aprosoja e a disseminação de conteúdos estratégicos para os associados. Emocionada, Eloiza Zuconelli, atual delegada cordenadora em Tangará, disse que deu a sua contribuição como delegada durante duas gestões, mas que continuará colaborando, mesmo que de outra maneira.

“Temos que dar continuidade, mas ocupando outras funções pois é preciso dar a oportunidade para novos produtores e esse é o grande espírito do núcleo da Aprosoja em Tangará. Sempre prezamos pela renovação, então para contribuir não precisa necessariamente ocupar cargos. Tivemos uma votação bem expressiva, o que demonstra o grande respeito que nosso núcleo tem, através de um trabalho que os delegados anteriores foram construindo e a gente foi dando continuidade. Com toda a certeza os novos delegados farão o mesmo e estaremos juntos com eles, apoiando nas próximas demandas”, ressaltou Eloiza.

Uma das novas delegadas, Patrícia Pasa, também já vinha atuando indiretamente há muitos anos. ­“Agora eu estou, oficialmente, assumindo uma função de representatividade no núcleo de Tangará. O meu grande propósito será unificar todos os interesses dos produtores nesta região e realmente tentar ajudar, ao máximo, para que a nossa nova diretoria tenha êxito junto aos seus associados. Também ajudando cada vez mais a aumentar a renda do produtor e a segurança jurídica, já que hoje isso é a grande bandeira e questionamento no que se refere ao produtor em todo o Estado. Essa nova diretoria tem um perfil de gestão diferente e nós, independente de qual chapa estávamos poiando, temos o objetivo de zerar todo e qualquer embate e começar todos com o mesmo propósito”.

Para Márcio Nicolli, será um grande desafio. “Nós temos um grande desafio pela frente porque o núcleo de Tangará sempre foi muito forte e muito presente. Esperamos que possamos estar no nível dos que já passaram por estes cargos e certamente também fazer um excelente trabalho. Contamos com todos, para que participem e exponham suas ideias para que possamos levar para Cuiabá e defender a ideia de todos”.



As eleições ocorreram em todos os 24 núcleos de associados no interior de Mato Grosso e em Cuiabá. Ao todo, mais de 100 delegados foram escolhidos. Estavam aptos para o voto 5.137 associados na sexta eleição da entidade. Todos os cargos são voluntários e não remunerados. Cerca de 2.300 associados compareceram às urnas.

Além do corpo de delegados, também foram escolhidos os representantes da diretoria.

Chapa 01

A chapa 01, “Aprosoja Decidida”, foi a vencedora das eleições da Aprosoja. O novo presidente é Antônio Galvan, agricultor em Sinop, e o vice-presidente é Fernando Cadore, de Primavera do Leste.Foram 1.251 votos (53,48%) para a chapa 01 e 1.088 votos (46,52%) para a chapa 02, "Integrar para Fortalecer", que tinha Elso Pozzobon como candidato a presidente e Alex Utida como vice-presidente.

"Agradeço a participação de todos que votaram porque sabemos que estamos em plena safra. Parabenizo o Elso e todos de sua chapa pelo trabalho e agora é reunir com a nova diretoria para traçarmos os primeiros passos da nova gestão", afirmou Galvan no final desta tarde.

Diogo Antônio Rutilli, vice-presidente Oeste da Chapa 1, é de Tangará da Serra. “Estou muito feliz e só tenho a agradecer a todos os produtores. São muitos os trabalhos a serem realizados e só está começando. Temos muitas lutas para batalhar e muitos campos para vencer. Somos todos vitoriosos pelo processo democrático que participamos. Estamos, acima de tudo, na Aprosoja para representar os produtores porque eles nos elegeram e são os interesses deles que precisam ser representados. Nosso discurso e forma de agir vai ser mais firme sim. A chapa ‘Aprosoja Decidida’ vai ter decisão e podem contar com isso. ‘Aprosoja Decidida, Produtor Representado’”, concluiu Rutilli.