13/11/2017 13:20

Quantidade de visualizações: 97

Rádio Pioneira com Assessoria

A Universidade do Estado de Mato Grosso realiza desde sábado (11) em Cuiabá, o seu 3º Congresso Universitário. Até a próxima sexta-feira (17), 158 delegados devem analisar e deliberar sobre as macropolíticas que nortearão os rumos da Unemat. O evento está acontecendo no auditório da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt) e na Escola de Saúde do Governo.

Os delegados eleitos pelos três segmentos acadêmicos, sendo 52 discentes, 52 técnico-administrativos e 52 docentes, totalizando 156 delegados que representam os 13 câmpus e a Sede Administrativa. Os outros dois delegados natos são o reitor e vice-reitor.

A comunidade acadêmica da Unemat vem discutindo e preparando a realização do Congresso Universitário há dois anos, desde a composição da comissão organizadora, definição de regimento, aprovados pelo Conselho Universitário (Consuni), até a realização de seminários locais e regionais, e por fim, a plenária final.

A reitora da Unemat destacou na abertura do evento que nesse congresso não se discute questões específicas de cada campus, mas se pensa na universidade como um todo. “Esse é um espaço democrático, com representações de todos os segmentos e câmpus que tem a finalidade de pensar a universidade que queremos”, afirmou Ana Di Renzo. O vice-reitor Ariel Lopes Torres lembrou a trajetória que a comunidade acadêmica percorreu para chegar à plenária final. “Nossa Unemat está às vésperas de completar 40 anos e esse é um momento de reflexão, de definir quais as macropolíticas que queremos quem sabe para os próximos 40 anos”, disse.

O presidente da Comissão Organizadora Central do Congresso Universitário, professor Tales Nereu Bogoni, agradeceu a presença de todos os delegados pelo compromisso de estarem participando desse momento importante para a construção e consolidação da Unemat. O acadêmico Renan Campos Costa agradeceu a oportunidade de viver esse momento da universidade em que o princípio da democracia é soberano.

A professora Luzia Trovo, do Conselho Estadual de Educação, lembrou o papel fundamental da Unemat na formação de nível superior no Estado de Mato Grosso. O presidente do Sintep, Henrique Lopes do Nascimento, que é egresso da Unemat, lembrou que como acadêmico participou do 1º Congresso Universitário em 1996. “É fundamental a universidade dialogar sobre o cenário da formação e expansão da Unemat nesse cenário de congelamento de gastos públicos”. Já o presidente do Sindicato dos Servidores Técnico-administrativos da Unemat (Sintesmat), Carlos Roberto Santos Júnior, destacou a importância do Congresso Universitário para garantir que a universidade cumpra com o seu papel social.

O secretário de Ciência e Tecnologia de Mato Grosso, Domingos Sávio, que também participou da abertura do evento, lembrou as ações que a Unemat e a Secitec já vêm desenvolvendo em conjunto. Segundo ele o fortalecimento da Unemat a fim de garantir os melhores resultados institucionais por todo o Mato Grosso é uma prioridade.

Cronograma

No período da tarde de sábado e durante todo o domingo, os 158 delegados estarão organizados em grupos de trabalho para a análise das propostas compostas no documento orientador disponível no portal da instituição. As atividades dos GTs acontecem na Escola de Saúde do Governo.

Na segunda-feira (13) inicia as votações da plenária final no auditório da Fiemt, na Avenida Historiador Rubens de Mendonça (do CPA).