08/11/2017 13:32

Quantidade de visualizações: 53

Marlenne Maria - da Redação

O objetivo é desmistificar o paradigma do comércio internacional para os empresários mato-grossenses, segundo o Técnico do SEBRAE Mirael Praeiro, Seminário Mercado e Negócios Internacionais.

Ele falou sobre o evento em entrevista ao programa O Povo no Rádio da Pioneira, destacando que na agenda do SEBRAE para este ano, estão sendo atendidos os municípios de Juína, Rondonópolis e Cáceres, além de Tangará da Serra. “Estamos aqui para desmistificar esta visão, porque o pequeno empresário, o pequeno negócio tem condições de inserir seu produto no mercado internacional e também importar tecnologia que vá agregar aos seus produtos”, explicou.

Junto com a equipe do SEBRAE estarão no Seminário representantes do Banco do Brasil, falando sobre questões de câmbio e financiamento para pequenos empresários, Infraero e Correios, representantes do Porto Seco de Cuiabá, bem como a FACMAT. “Todos estes parceiros disponibilizam suas ações para os empresários. É uma ação conjunta de vários órgãos que o SEBRAE fomenta para colocar para vários empresários”, explica Mirael.

Ele lembrou que o SEBRAE já trabalha há muitos anos no sentido de fomentar o comércio internacional. “Temos várias missões no exterior e rodadas de negócios que visam buscar as melhores práticas. São encontros entre compradores e vendedores para a realização de negócios”. E destacou que o objetivo é ajudar os empresários. “Muitas vezes o empresário tem um produto bom, mas de repente precisa readequar embalagens ou passar para uma língua estrangeira, ou tirar um ‘radar que é mais ou menos um CNPJ internacional. O SEBRAE está aqui para apoiá-los”.

Indagado sobre produtos que tem potencial de venda no mercado internacional, o técnico citou o café aqui de Tangará da Serra, a castanha da região de Juruena, a erva de tererê ou erva mate. “Produtos como estes e que estão sob o olhar de compradores estrangeiros queremos trabalhar para inserir no comércio internacional. Frutas, palmito, doces e balas de banana e até chocolate vem sendo trabalhado aqui no Mato Grosso. São produtos qualificáveis e que terão grande valor no comércio internacional”.

Além do Seminário na noite desta quarta-feira, o SEBRAE realiza uma oficina na sede da ACITS no dia 09, quinta-feira, aprofundando o tema “Como operacionalizar um processo de exportação/ importação”, abordando os processos, benefícios fiscais, preço de compra e venda e estratégias de negócios.

O Seminário é gratuito e acontece nesta quarta-feira (08) às 19:00 no auditório da ACITS. Interessados devem efetuar inscrições através do site do SEBRAE ou do telefone 0800-570-0800.