29/10/2017 06:41

Quantidade de visualizações: 151

Rádio Pioneira com Assessoria

A Caravana da Transformação já se consolidou como o maior programa de saúde e cidadania de Mato Grosso e a prova disso é que outros Estados já demonstram interesse na implantação de um projeto semelhante.

O secretário de Saúde de Vilhena (RO), Marco Aurélio Blaz Vasques, foi recebido pela coordenação executiva da Caravana da Transformação, realizada em Tangará da Serra no dia 18 de outubro para conhecer o projeto.

A visita técnica foi um pedido do secretário de Saúde de Rondônia, Williames Pimentel, que esteve na Caravana da Transformação de Juína, em setembro. O governo rondoniense já começou a planejar um modelo para atendimentos oftalmológicos inspirado na caravana e a primeira cidade a receber será Vilhena. Além de Vilhena, devem ser feitas outras cinco edições.

A fila de espera para cirurgias de catarata especificamente em Vilhena é grande, segundo o secretário Marco Aurélio. Mensalmente o município oferece 300 consultas oftalmológicas à população, entretanto, aproximadamente 2 mil pessoas aguardam pela cirurgia.

O coordenador-geral da Caravana e secretário de Estado do Gabinete de Governo, José Arlindo de Oliveira, que conduziu a visita, apresentou toda a estrutura de 10 mil metros², partindo do credenciamento e do modelo adotado para tal, que atualmente é coordenado pela Defesa Civil e o atendimento realizado pelos voluntários, formados por um curso específico.

Também forneceu informações sobre a contratação da estrutura de tendas, gradis, banheiros químicos, contêineres, necessários para a iniciativa. Explicou sobre o chamamento público e credenciamento da empresa responsável pelos atendimentos oftalmológicos.

Marco Aurélio visitou as carretas onde são realizados os atendimentos e pôde acompanhar como são feitas as cirurgias de catarata na carreta do centro cirúrgico. Toda a estrutura fornecida aos pacientes impressionou o gestor.

“É uma estrutura realmente de transformação, pois transforma a vida das pessoas. Nós pudemos acompanhar pacientes que passaram por cirurgia de catarata, chegam sem enxergar e voltam para casa voltando a enxergar. E eu achei um evento muito bem organizado”, destacou Marco Aurélio.

Para o coordenador José Arlindo, essa já é uma prática da Caravana da Transformação: convidar gestores de outros estados e municípios para conhecerem o evento. Além de Rondônia, os Estados de Tocantins, Goiás e Pará já estiveram na iniciativa e, além disso, todo o município mato-grossense que irá receber o evento é convidado para conhecer a edição anterior.

“Esse interesse demonstra que nós estamos no caminho correto, uma vez que nosso público-alvo está sendo atendido na ponta, o Governo está se fazendo presente e a gente está em busca daquela máxima que já se tornou nossa diretriz que é ‘não deixar nenhum mato-grossense para trás’”, finalizou Arlindo.

Visita à SES

Importante parceiro da Caravana da Transformação, a Secretaria de Estado de Saúde (SES) também recebeu a comitiva de Vilhena em seu estande. Inclusive representantes da secretaria já estiveram em Porto Velho, na sede da Secretaria de Estado de Saúde de Rondônia (SESAU-RO), para falar sobre a organização do evento e a experiência da atuação da Secretaria da Saúde para execução dos serviços.

Quem recebeu a comitiva foi a superintendente de Gestão Hospitalar e Ambulatorial, Selma Aparecida Carvalho, a fiscal de contrato e área de controle e avaliação e monitoramento do serviço, Sônia Alves Pio, e a fiscal sanitária Tatiana Belmonte, que explicaram sobre os meandros da saúde e a execução dos serviços oftalmológicos no antes, durante e pós-atendimentos cirúrgicos.

Um dos trabalhos indispensáveis dentro de um evento desse é o da Vigilância em Saúde. “O trabalho da Vigilância em Saúde na Caravana é o monitoramento do evento com fiscalização dos serviços de saúde ofertados no evento, água para consumo humano, sanitários, resíduos, serviços de alimentação dentro e fora da estrutura, além dos alojamentos”, pontuou Tatiana.