21/10/2017 08:48

Quantidade de visualizações: 188

Rádio Pioneira com Secom/MT

Paulo dos Santos, 16 anos, passou por exame de acuidade visual - Foto por: GCOM-MT / Rodolfo Perdigão

O dia começou diferente para o jovem Paulo do Santos, de 16 anos. Ao invés de sair da escola e frequentar o Centro de Ensino onde é um dos craques do time de goalball, Paulo foi conhecer a 10ª edição da Caravana da Transformação, que está acontecendo em seu município, Tangará da Serra.

Mas não era uma mera visita. O estudante é um dos três atletas tangaraenses selecionados para participar das Paralimpíadas Escolares, que acontecem a partir do dia 24 de novembro, em São Paulo. E a Caravana foi necessária porque tanto Paulo quanto os outros atletas precisam, entre outros documentos, providenciar um laudo com o grau de acuidade visual, já que possuem deficiência visual.

Um exame como este custa, aproximadamente, R$350 na rede particular. Na Caravana este exame foi gratuito. Este atendimento foi uma articulação da secretaria-adjunta de Promoção dos Direitos da Pessoa com Deficiência, que é parceira da Caravana com ações de capacitação de voluntários em Linguagem Brasileira de Sinais (Libras) e condução de cadeira de rodas, além da organização do encontro entre entidades de apoio a pessoas com deficiência e o governador do Estado, Pedro Taques.

Tanto o menino Paulo dos Santos, quanto José Marcio Francelino Filho, de 15 anos, saíram da Caravana com os laudos em mãos e prontos para viver uma nova experiência. Para ambos, esta é a primeira competição que participam e, além disso, a chance de conhecer uma nova cidade, que é São Paulo.

Os dois são atendidos pelo Centro Municipal de Ensino Isoldi Storck, mantido pela Prefeitura de Tangará da Serra. A Instituição atende 74 deficientes visuais e auditivos das mais variadas idades. Para as crianças e adolescentes que estão em fase escolar, os atendimentos são feitos no contraturno da escola com atividades que vão desde braile, aulas de orientação de mobilidade, teatro, educação física e muito mais.

A diretora, Daniela Lampert da Silva, agradeceu a oportunidade e avaliou a Caravana como uma iniciativa válida a população da região. “Achei o trabalho da Caravana muito bom. Vocês estão dando uma oportunidade às pessoas que não tem condições de pagar por uma consulta ou por uma cirurgia. Para os nossos alunos que estão aqui também foi muito importante”, disse a diretora.

Além da consulta e do exame médico, o Centro Municipal de Ensino Isoldi Storck também aproveitou a iniciativa para a confecção de identidade de seus alunos.

O esporte

O goalball é praticado entre duas equipes com três atletas que tem como objetivo fazer gols. Durante o jogo, os atletas têm a função de arremessar e defender. A bola arremessada deve tocar em determinadas áreas da quadra para que o lance seja considerado válido. A bola usada para a prática do esporte é parecida com a de basquete e possui guizos em seu interior para que os jogadores saibam a sua direção.