10/10/2017 14:33

Quantidade de visualizações: 112

Rádio Pioneira com Assessoria PJC/MT

Fotos: Assessoria PJC/MT

As cinco unidades primeiras colocadas na 7ª edição dos Jogos Internos da Polícia Civil receberam troféus, na tarde desta segunda-feira (09.10), no prédio da Diretoria Geral, em Cuiabá. Os jogos da PJC foram realizados entre os dias 30 de setembro a 6 de outubro, com a participação de cerca de 2 mil servidores.

Na classificação final, os primeiros cinco colocados foram: 1º DERF Cuiabá, com 495 pontos; 2º DERRFVA com 440 pontos; 3º DEE (430 pontos); 4º Regional de Várzea Grande (410 pontos) e 5º Tangará da Serra (345 pontos).

O delegado geral, Fernando Vasco Spinelli Pigozzi, garantiu maior suporte aos jogos de 2018, para que haja ainda mais envolvimentos dos servidores. “Vamos viabilizar meios para os jogos porque no dia a dia da atividade policial, o esporte é muito importante e os jogos, além do congraçamento dos policiais, incentiva a prática de atividades físicas”, ressaltou.

Idealizador e organizador de todas as edições dos jogos das Polícia Civil, o investigador e professor, Claudinei Farina, destacou a importância dos colaboradores e parceiros na consolidação dos jogos de 2017. “Os jogos da PJC estão tomando dimensão muito grande e a tendência será o aumento das modalidades e competições simultâneas. Agradeço a todos os parceiros, acadêmicos e colaboradores. Foram fundamentais nesses jogos”, afirmou.

Alcançando a melhor pontuação, 495 pontos, a Delegacia Especializada de Roubos e Furtos (Derf) de Cuiabá competiu em várias modalidades, alcançado o pódio em todas elas. Para 2018, a unidade já adiantou que se esforçará para estar novamente entre os primeiros colocados.

A delegada titular, Luciani Barros, disse que incentivou os servidores a participarem dos jogos, tanto que 40 policiais, entre delegados, escrivães e investigadores disputaram as modalidades. “Quanto mais à competição avançava e as medalhas eram alcançadas, mais motivados ficavam. Os jogos são também um incentivo a continuar a praticar esporte”, declarou.

Um exemplo de dedicação foi à investigadora, Larissa Gualdi, que ganhou cinco medalhas, sendo quatro ouros e uma de bronze. Conquistou ouro no Futsal, Volei de Quadra, Atletismo 3km, revezamento 4x100 e ficou com o bronze no atletismo 400 metros. “É um momento de união, rever os colegas e a cada ano está mais competitivo”, disse.