13/09/2017 07:42

Quantidade de visualizações: 240

Marlenne Maria - da Redação

Gestão, inovação e tecnologia para melhorar a atividade serão destaque neste evento, que acontece já em sua terceira edição.

O Consultor do SEBRAE, Lévender Matos falou em entrevista ao programa O Povo no Rádio “Precisamos enxergar a perspectiva positiva do negócio”, disse ele, destacando os avanços que têm sido alcançados. “A cada ano conseguimos, com o trabalho bem feito, agregar novos parceiros e apoiadores para este evento. Vamos realizar no formato Dia de Campo, tratando sobre temas corriqueiros, boas práticas e cases de sucesso de produtores de leite. Teremos palestras sobre gestão e formaremos um espaço para expor em um único ambiente toda a cadeira de insumos, suplementos e prestadores de serviços com foco em gado leiteiro e pecuária de leite. Estaremos neste ano em um novo espaço, com um campo experimental de pastagens e teremos mais de 12 produtores demonstrando toda a cadeia leiteira”, destacou Lévender Matos.

Entre os palestrantes, duas mulheres que se destacam na produção leiteira no Brasil. Marlene Kaiut, produtora rural, falará sobre Superação e Maria Thereza Resende, enfocará a Gestão de Pessoas em Propriedades Leiteiras – como aumentar a performance. “Montamos um seguimento pensando principalmente no poder da mulher do campo. Duas mulheres nacionalmente renomadas estarão conosco. Marlene Kaiut apareceu recentemente no Globo Rural e hoje é uma celebridade no mundo do agronegócio. Ela tirou uma atividade que estava em declínio na propriedade, comprou a briga com o marido e hoje é referência em nível nacional. E a Thereza também faz toda a gestão distante da propriedade. Vamos tratar também sobre silagem, com a presença do Rafael Amaral, mais conhecido como Doutor Silagem e o nosso técnico Adilson mostrando índices que alcançamos aqui com produtores que acompanhamos”.

Lévender ressaltou que quando as mulheres estão envolvidas com a atividade, os resultados são visivelmente melhores. “A gente sente que nos casos em que a mulher está auxiliando muito na condução da atividade leiteira, o negócio é mais limpo, organizado e estruturado. Muitas vezes elas não se sentem parte integrante desta produção. As mulheres estão ganhando espaço nas propriedades e sentimos nas propriedades em que elas são envolvidas, as filhas ou as esposas, como o resultado final é diferente”.

Ele destacou ainda que 180 produtores já estão inscritos para o evento. “Acreditamos que vamos chegar a 300 participantes. Teremos sorteio de vários brindes também para estes participantes e muito conhecimento. Preparamos com muito carinho com foco na cadeia leiteira que é muito pujante para a geração de renda na agricultura familiar. Nós queremos que o produtor gere renda com seu trabalho”.

Lévender ressaltou que desde 2010 tem acompanhado produtores na região. “Vemos muitos empresários e produtores em propriedades onde o leite era uma atividade secundária ou terciária e hoje são a atividade principal. Com relação ao mercado conseguimos pouca influência, mas conseguimos fazer gestão e conhecer nosso custo de produção e sermos eficientes da porteira para dentro. Precisamos ter conhecimento sobre quanto está custando a produção do litro de leite, independentemente do tamanho da atividade. Mercado não podemos interferir, mas da porteira para dentro podemos muito e o SEBRAE está aqui para ajudar. Temos uma agroindústria se consolidando em Tangará e ficamos felizes com isso”.

Inscrições e mais informações

O valor das inscrições é de R$ 20,00, incluindo alimentação e kit com revista, camiseta e chapéu. Inscrições podem ser feitas no site www.mtsebrae.mt.com.br ou pelo telefone 0800-570-0800 ou na Agência local do SEBRAE. “Temos muito conhecimento para repassar e esperamos todos”, convidou Lévender.