19/07/2017 07:55

Quantidade de visualizações: 116

Rádio Pioneira com Assessoria

Em reunião com o presidente dos consórcios municipais nesta terça-feira (18.07), o governador Pedro Taques, disse que o governo acelerou os passos para adotar uma forma de inspeção dos produtos oriundos da agricultura familiar. São analisadas duas formas de inspeção: o Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal e o Sistema Unificado Estadual de Sanidade Agroindustrial Familiar e de Pequeno Porte (Susaf), este último já aprovado pela Assembleia Legislativa. A frente do tema estão os secretários Suelme Fernandes (Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários) e Antônio Carlos Paz (Desenvolvimento Regional), que também participaram da reunião.

Segundo o governador, até a próxima semana será feita uma reunião ampliada com a Secretaria de Estado de Agricultura Familiar e Assuntos Fundiários (Seaf) , Gabinete de Desenvolvimento Regional (GDR), Procuradoria Geral do Estado (PGE) e Instituto de Defesa Agropecuária (Indea) para definir o modelo que será adotado por Mato Grosso. No encontro, Taques destacou que a agricultura familiar é extremamente importante para a economia local porque gera emprego e renda a mais de 110 mil famílias em Mato Grosso. Para o governador, o Estado não pode agir como um agente atrapalhador, mas sim contribuir para garantir a segurança necessária à comercialização dos produtos nos 141 municípios.

O secretário de Desenvolvimento Regional destacou que a reunião foi positiva porque os municípios puderam passar ao governador as dificuldades que enfrentam. “O governador se propôs a chamar a todos para resolver esse impasse que há anos temos aqui em Mato Grosso. É inadmissível que um estado como Mato Grosso, em que mais de 110 mil famílias vivem da agricultura familiar, tenha que passar por isso. Temos quase 800 agroindustrias que vivem na clandestinidade, tendo que vender seus produtos às escondidas, tendo que ficar limitado ao seu município”, disse Antônio Carlos.

Para o secretário Suelme Fernandes, mais uma vez o governador Pedro Taques reconheceu a importância da agricultura familiar para o desenvolvimento do estado. “Aqui aconteceu um passo importante na formalização de pequenas indústrias e agroindústrias da agricultura familiar. É um sonho antigo desse movimento, com a criação de leis que possam desburocratizar. Vamos ter uma reunião com os secretários e corpo técnico para decidir os últimos detalhes desta questão”, afirmou.

O presidente do Consórcio Intermunicipal do Vale do Rio Cuiabá e prefeito de Rosário Oeste, João Balbino, ressaltou que a reunião foi produtiva e disse que foi possível fazer uma provocação ao Estado, que, de pronto, anunciou a busca para solucionar o problema. “Para avançar nisso, temos que resolver alguns problemas como a regularização fundiária, licenciamento ambiental e a inspeção animal, como foi debatida amplamente com o governador. Somando força os consórcios e o Governo do Estado, acredito que vamos resolver esse problema”, pontuou.