10/05/2017 07:57

Quantidade de visualizações: 738

Marlenne Maria com Heverton Luiz

A CEI – Comissão Especial de Inquérito foi aprovada na sessão ordinária da Casa na tarde desta terça-feira (09). De acordo com o Presidente da Câmara, vereador Hélio Schwaab, um munícipe deu entrada com a denúncia na Câmara de Vereadores e na Promotoria de Justiça. “A promotoria já está fazendo seu trabalho lá e nós como vereadores temos a obrigação de fazermos a nossa investigação. Foi aprovada ontem por 8 votos a abertura de uma CEI. É uma comissão especial de inquérito onde será investigado, será ouvido o prefeito e outras partes envolvidas”, explicou.

Oito vereadores votaram favoráveis à abertura da comissão: Carlinhos da Esmeralda – (PSC), Claudinho Frare (PSD), Fabio Brito (PSDB), Maurizan Godoi (PSD), Professor Sebastian (PSB), Professor Vagner (PSDB), Sandra Garcia (PSDB) e Wilson Verta (PSDB). Votaram contrários à abertura da CEI os vereadores Dona Neide (PMDB), Niltinho do Lanche (PMDB), Ronaldo Quintão (PP), Rogério Silva (PMDB) e Zedeca (PMDB).

A sessão foi tumultuada, o que é normal na opinião do Presidente Hélio Schwaab. “Houve algum tumulto que é normal. Se isto é ruim ou bom para Tangará não sei. O que sei é que quando chegam denúncias se estiverem documentadas e embasadas é formar a CEI e investigar”.

Ele disse ainda em entrevista à Rádio Pioneira que a Casa recebeu três denúncias contra o Prefeito. A Comissão de Investigação aberta vai tratar de apenas uma delas. “A que foi aberta a CEI é em relação ao recebimento de férias do Prefeito no valor de R$ 116 mil reais. Ele recebeu de fato. O Vagner Constantino tinha feito um requerimento e ele respondeu que recebeu as férias relativas ao período de quatro anos da última gestão. E nós não temos uma lei no município, na Câmara que ampara este recebimento. Ele vai ter que explicar para a comissão de que forma foi feito este pagamento. Se não temos uma lei, como ele recebeu? Cabe agora à Comissão especial de inquérito aberta investigar e trazer à tona para a população de Tangará da Serra”.

Comissão

Por sorteio foram definidos os componentes da Comissão Especial de Investigação: Vereadores Vagner Constantino (PSDB), D. Neide (PMDB) e vereador Claudinho Frare (PSD). Como suplentes da comissão foram sorteados Vereadora Sandra Garcia (PSDB) e vereador Niltinho do Lanche (PMDB).

O próximo passo da comissão será eleger presidente e membros e definir prazo para as oitivas e investigações, que pode ser de 60 a 90 dias, após o que, será apresentado ao Plenário da Câmara o relatório com o resultado as investigações.

Outras denúncias

Segundo o Presidente Hélio Schwaab, já estão sendo analisadas também outras duas denúncias contra o Prefeito Fábio Martins Junqueira apresentadas à Câmara de Vereadores. “Uma é de nepotismo e a outra é da contratação de um advogado pelo Executivo. Estão sendo analisadas, poderão ser acatadas ou não. É preciso dizer que há um descontentamento muito grande em relação à classe política no país todo e a Câmara Municipal deu a resposta porque ficaria muito ruim se a Câmara não fizesse isto. A denúncia foi um munícipe quem apresentou e agora cabe à CEI investigar”.