19/04/2017 07:49

Quantidade de visualizações: 2056

Aline Schwaab com Heverton Luiz

Fotos: Heverton Luiz/ Rádio Pioneira

Após alguns meses de investigações, a Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra prendeu na tarde desta terça-feira (18), por volta das 14h30, o casal Alisson Bruno de Oliveira Lima de 23 anos e Maely Rosana S. Santos de 25 anos, suspeito de tráfico ilegal de drogas.

A prisão do casal foi realizada em uma residência localizada na Rua 60 no bairro Jardim Monte Líbano, onde acontecia o comércio ilegal.

De acordo com o chefe dos investigadores de polícia, Valmir Castrillon, a polícia já vinha há algum tempo monitorando os movimentos do casal, haja vista as várias denúncias de tráfico de entorpecentes na referida residência.

“Depois mais ou menos dois meses de investigações do casal Alisson e Maely, onde havia várias denúncias de tráfico de entorpecentes de que os dois estariam traficando em sua residência. Foram feitas diligências e na data de hoje observamos que ele [Alisson] havia recebido um carregamento de entorpecentes para ser comercializado. Deslocamos até a residência e em busca, foi localizado enterrado no quintal uma certa quantidade de porção de maconha embalada e preparada para revenda. Dá mais ou menos 700 gramas de entorpecente”, disse.

Conforme o investigador, na residência foram apreendidas 23 porções pequenas e 40 porções grande de maconha, 3 celulares e R$ 552,00 em dinheiro.

“Fomos preparados porque já é a segunda vez que entramos na residência desse casal para realizar cumprimento de busca e apreensão por tráfico. Na primeira vez que estivemos lá, como eles avistaram a viatura, conseguiram se desfazer do entorpecente que estava em posse deles, inclusive com a ajuda da Maely, que é esposa do Alisson. E dessa vez deixamos a viatura mais longe, chegamos de forma mais discreta e quando o Alisson percebeu a presença da polícia, ele avisou a esposa que tinha gente na casa e ela escondeu em um dos cômodos uma quantidade de entorpecentes que o mesmo guardava em acesso fácil para comercializar. Ela escondeu em um quarto desativado”.

O casal foi conduzido à 1ª Delegacia de Polícia Judiciária Civil de Tangará da Serra para serem tomadas as devidas providências. “Provavelmente há mais pessoas envolvidas, porque sabemos que esses são os traficantes domésticos que vendem e ficam com pouca quantidade em sua residência para comercializa; certamente tem os fornecedores. Mas os investigadores vão continuar o trabalho na tentativa de localizar os fornecedores. Agora vai ser repassado para o delegado responsável e eles deverão responder por tráfico e associação ao tráfico”, concluiu Castrillon.

​Tangará: casal suspeito de tráfico de entorpecentes é preso pela polícia​Tangará: casal suspeito de tráfico de entorpecentes é preso pela polícia​Tangará: casal suspeito de tráfico de entorpecentes é preso pela polícia​Tangará: casal suspeito de tráfico de entorpecentes é preso pela polícia​Tangará: casal suspeito de tráfico de entorpecentes é preso pela polícia​Tangará: casal suspeito de tráfico de entorpecentes é preso pela polícia​Tangará: casal suspeito de tráfico de entorpecentes é preso pela polícia