17/04/2017 13:26

Quantidade de visualizações: 243

Aline Schwaab com Heverton Luiz

A informação foi repassada à Pioneira pela Enfermeira Juliana Herrero, responsável pelo Setor de Epidemiologia de Tangará da Serra.

Conforme Juliana Herrero, de 17 a 20 de abril, apenas os profissionais da saúde da rede pública e privada, devem ser vacinados contra Influenza A. E, a partir de 24 de abril a vacinação será liberada para a população que compõe o grupo de risco.

“Então, trabalhadores da saúde que são os funcionários dos hospitais, das unidades de saúde, médicos, enfermeiros, fisioterapeutas, odontólogos, todos esses profissionais podem procurar uma Unidade de Saúde da Família e fazer a sua vacina de hoje até quinta-feira. E, a partir de segunda-feira, 24, nós vamos abrir para todos os grupos de risco, inclusive para os trabalhadores que não conseguirem vacinar essa semana”, ressaltou.

Público Alvo

“Fazem parte do grupo prioritário, as crianças de 6 meses de idade a menor de 5 anos, ou seja, a criança tem que ter no máximo 4 anos, 11 meses e 29 dias. As gestantes em qualquer idade gestacional; as puérperas, que são as mulheres que tiveram bebe até 45 dias após o parto, então todas as mulheres que tiveram bebês em março e tiverem em abril, receberão a vacina. Todos os idosos acima de 60 anos e os trabalhadores da saúde. Os professores da rede pública e privada, esses precisam levar um documento do estabelecimento de educação dizendo que ele é professor, contendo o número dos documentos pessoais e do cartão do SUS; esse documento ficará retido na unidade para comprovar que foi efetuada a vacina. Os portadores de algumas doenças crônicas, esse grupo em especifico precisa ter uma prescrição médica que precisa ser liberada pelo Ministério da Saúde. As pessoas privadas de liberdade e os funcionários do sistema prisional. Todos esses grupos terão direto à vacina”, informou a enfermeira.

Documentação

Todas as pessoas que irão receber a vacina devem obrigatoriamente estar com cartão SUS. “Os que são trabalhadores de classe como enfermeiros e médicos, podem levar a carteirinha do conselho, os outros trabalhadores como faxineiras e recepcionistas, precisam levar um documento que comprove o vínculo com o hospital ou com a Unidade de Saúde, crachá, holerite ou contrato. Todas as pessoas em geral, precisam levar o cartão do SUS, cartão de vacina e um documento de identificação”.

Herrero destacou ainda a importância da imunização. “A vacina contra a gripe é uma das medidas para evitar essa doença que é infectocontagiosa grave e pode levar ao óbito. Infelizmente ela não é aberta a toda a população, tem um agrupo alvo de atendimento e é extremamente necessário que esse grupo esteja vacinado porque é o que é mais suscetível a ter complicações e prováveis óbitos por essa doença. Então, somente a partir da semana que vem será aberto a população que faz parte do grupo de risco. Essa semana é exclusiva para os trabalhadores da saúde”.

O Dia “D” de vacinação em Tangará da Serra acontecerá no dia 20 de maio em todas as Unidades de Saúde da Família.