13/04/2017 07:40

Quantidade de visualizações: 290

Aline Schwaab com Gilvan Melo

Major Vanilson, Comandante do 19º Batalhão da Polícia Militar de Tangará da Serra

A informação foi repassada à Pioneira pelo Comandante do 19º Batalhão da Polícia Militar de Tangará da Serra, Major Vanilson.

Conforme o Major, o planejamento estratégico é baseado em dados estatísticos de registros de ocorrências em feriados prolongados. “Nós temos um planejamento estatístico que nos dá suporte para mapear diariamente os índices de ocorrências e com isso identificar os pontos e eventos, momentos, que causam um acréscimo nesse fluxo de ocorrência. Obviamente que esse ano de 2017 tem acumulado diversos feriados prolongados, o que proporciona um ambiente melhor para ter mais festas e consequentemente um acumulo de ocorrências”.

O motopoliciamento e a ronda de viaturas devem ser reforçados nos dias 14, 15 e 16, referentes à Páscoa e nos dias 21, 22 e 23, referentes ao feriado de Tiradentes. “Para contemplar os dois eventos, a PM tem o seguinte planejamento: na Páscoa teremos um policiamento motociclístico que será direcionado para horários de maior demanda. Hoje, esse policiamento é feito em horário comercial, já no feriado em período noturno e até estendido, que é o horário em temos mais registro de ocorrências em feriados. Assim como também teremos todas as nossas viaturas dando uma atenção diferenciada, minimizando um pouco no período matutino e concentrar no período noturno que é quando as pessoas saem de casa”.

Durante a próxima semana, de acordo com Major Vanilson, deve ser realizada mais uma fase da Operação Bairro Seguro. “Vamos realizar a operação integrada com todas as forças de segurança do município para justamente manter os níveis de combate ao crime. No outro feriado (Tiradentes) vamos direcionar o efetivo da mesma forma do feriado de Páscoa, ou seja, para aqueles horários mais críticos. Dessa maneira que pretendemos atuar nesse período, contando também com o auxílio da Força Tática do Comando Regional VII”, concluiu destacando que o atendimento no 190 também deve ser reforçado.