09/01/2017 13:38

Quantidade de visualizações: 295

Rádio Pioneira com G1/MT

Um policial militar e um policial civil foram presos suspeitos de cobrarem dinheiro de moradores, no Bairro Costa Verde, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá. A prisão ocorreu na noite de sexta-feira (6). De acordo com o boletim de ocorrência da PM, os dois servidores públicos e uma terceira pessoa teriam subtraído a quantia de R$ 1,5 mil das vítimas.

A Polícia Militar informou, por meio de assessoria, que o policial envolvido está detido na sede do 10º Batalhão da PM, em Cuiabá, onde trabalha. Uma sindicância administrativa deve ser aberta nesta segunda-feira (9) para a apuração dos fatos que envolveu o PM.

A Polícia Civil informou que o policial civil foi encaminhado ao Centro de Custódia de Cuiabá (CCC). Uma investigação também será aberta para investigar o servidor.

Conforme informações do 4º Batalhão da PM, moradores ligaram para o Centro Integrado de Operações de Segurança Pública (Ciosp) pedindo ajuda no Bairro Costa Verde. Uma pessoa disse À polícia que um carro estava na casa da tia dele e que três pessoas, que se identificaram como policiais civis, não deixavam ninguém entrar na residência. Não há detalhes sobre os motivos da invasão.

Os militares abordaram os suspeitos e constaram que se tratava de um policial civil, um policial militar e um morador. As vítimas relataram que os suspeitos invadiram a residência e roubaram uma quantia de R$ 1,5 mil. Todos foram encaminhados para a Central de Flagrantes de Várzea Grande.

Os suspeitos foram revistados, assim como o veículo usado por eles. No carro a polícia encontrou R$ 1.580 mil que estava escondido no estofamento. A Polícia Civil autuou os três suspeitos por concussão – crime no qual o servidor público exige dinheiro ou vantagem indevida em razão da função que exerce; e associação criminosa.