11/12/2016 07:29

Quantidade de visualizações: 240

Aline Schwaab com Heverton Luiz

Foto: Heverton Luiz

O evento aconteceu na manhã desta sexta-feira (09) no campus da Unemat de Tangará da Serra.

O Professor do Curso de Agronomia da UNEMAT, William Krause, destacou que o evento teve como objetivo apresentar novas práticas sobre o cultivo para os agricultores. “Nós estamos falando hoje aqui sobre o cultivo da banana. Sabemos da importância da banana para o Estado de Mato Grosso, pois ela é a principal fruteira plantada e produzida nesse estado. Hoje falamos sobre as práticas culturais no campo e produção de mudas micro propagadas que é o lançamento do projeto com distribuição de mudas para o produtor rural. Essa muda é isenta de pragas e doenças, completamente sadia. A gente quer mostrar essa tecnologia que sempre ficou muito distante do produtor”, disse.

O Dia de Campo foi promovido por meio de parceria entre a Unemat, Empaer e Secretaria Municipal de Agricultura de Tangará da Serra.

O Secretário de Agricultura, Ander Santos, destacou que importância de os produtores conhecerem as novas práticas de cultivo, haja vista que o estado de Mato Grosso já chegou a cultivar 20 mil hectares de banana e hoje a cultura alcança apenas 6 mil hectares.

“A banana é uma cultura já estabelecida em Tangará da Serra, pouca gente sabe, mas grande parte da banana que abastece Cuiabá, é de Tangará, mais precisamente da região Gleba Triângulo e Assentamento Antônio Conselheiro. Hoje é uma resposta que nós damos à agricultura familiar. Esse evento é fruto do arranjo local entre Unemat, Secretaria de Agricultura e Empaer, os três com papeis distintos. A Secretaria fomentando a pesquisa e a produção no campo, a Unemat realizando a pesquisa propriamente dita e a Empaer com a extensão rural que tem o papel fundamental do desenvolvimento no campo”, ressaltou.

Durante o evento foram apresentadas as chamadas mudas micro propagadas e realizado o sorteio de mudas de banana entre os produtores. “Hoje nós estamos mostrando a cultivares de banana. Essas mudas não são geneticamente modificadas, porém são livres de pragas e doenças. Então vai com um material estéril para o campo e propicia o produtor a melhorar o cultivo no campo e a produção tende a melhorar. O momento hoje é de expectativa dos produtores para terem essas mudas, mas mais do que isso, é o momento de fortalecimento da agricultura familiar, é o momento de dar a resposta no sentido de unir forças para um objetivo comum e a Unemat faz esse papel hoje, juntamente com a Secretaria de Agricultura e a Empaer. Temos outros cultivares sendo trabalhados e para o ano que vem nós almejamos ampliar ainda mais esse relacionamento”, salientou Ander Santos.

Tangará: UNEMAT sedia Dia de Campo sobre o cultivo da bananaTangará: UNEMAT sedia Dia de Campo sobre o cultivo da bananaTangará: UNEMAT sedia Dia de Campo sobre o cultivo da bananaTangará: UNEMAT sedia Dia de Campo sobre o cultivo da bananaTangará: UNEMAT sedia Dia de Campo sobre o cultivo da bananaTangará: UNEMAT sedia Dia de Campo sobre o cultivo da bananaTangará: UNEMAT sedia Dia de Campo sobre o cultivo da bananaTangará: UNEMAT sedia Dia de Campo sobre o cultivo da banana