21/11/2016 14:14

Quantidade de visualizações: 524

Marlenne Maria com Franchescolly Gomes

Fotos: Franchescolly Gomes/ Rádio Pioneira

O final de semana foi movimentado com a 1ª Copa Estrela da Serra de Judô e o 4º Open de Jiu Jitsu. Os dois eventos reuniram grande número de amantes destas artes marciais neste sábado (19) e domingo (20).

No sábado foi realizada a Copa Estrela da Serra de Judô. O projeto criado há 14 anos é social e atende atualmente em torno de 350 crianças. 250 destes atletas participaram da Copa que também reuniu público expressivo no ginásio. “Só tenho a agradecer a presença dos pais que vieram em grande número. Já fizemos várias copas e hoje temos atletas só do projeto Estrela da Serra. Infelizmente por dificuldades com transporte alguns atletas não puderam vir, mas mesmo da Aldeia Indígena vieram cinco representantes. Hoje temos na Aldeia Rio Verde e na Aldeia Kotítico uma academia de Judô dentro da Aldeia. Isto é inédito e quem ganha é nossa juventude”, disse o Sensei Wilson Verta.

Ele destacou que os participantes são prova de que é preciso trabalhar mais com esta faixa etária. “Quem diz que a criança não quer disciplina está enganado. Nosso projeto é disciplina e respeito, claro que com ajuda da família e da escola. Pregamos muito que tem que haver respeito. O que vemos aqui é fruto de trabalho sério. É um projeto social que existe há 14 anos e acreditamos muito no resgate da criança através do esporte, da educação e principalmente da disciplina”, destacou o Sensei.

O 4º Open de Jiu Jitsu foi realizado no domingo, com participação de atletas do país inteiro. A avaliação foi muito positiva segundo o professor da modalidade Roberto Kadoca. Ele também destacou a importância do projeto Estrela da Serra com o Judô. “Temos esta parceria das artes marciais resgatando as crianças, tirando as crianças da rua. Hoje com o Sensei Verta neste projeto do Estrela da Serra, temos também o nosso do Jiu Jitsu. O campeonato é aberto nacionalmente, então participam atletas de todo o país. É o 4º Open, então é um evento já bem reconhecido e o pessoal vem de longe para participar”.

​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais​Tangará: Vila Olímpica sediou dois eventos envolvendo artes marciais