24/02/2014 16:48

O menino Markos Junyor Souza Silva, de 2 anos, morreu na madrugada deste domingo (23) no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC). A criança estava internada desde o último dia 8 deste mês, depois de ter 60% do corpo queimado após tropeçar e cair numa churrasqueira. A tragédia ocorreu durante uma reunião familiar, na cidade de Tangará da Serra, a 242 km da capital.



A informação da morte da criança foi confirmada ao G1 por Marcos Alves da Silva, de 38 anos, que é pai do menino. “Eu não estava em Cuiabá, apenas minha esposa o acompanhava. Ainda não sei o que a equipe médica disse, mas sempre soubemos que ele corria risco [de morrer]”, disse o pai ao G1.



A assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde (SES) informou que a morte de Markos ocorreu às 2h [horário de Mato Grosso], porém, a causa ainda não foi divulgada. O pai do menino afirmou que o acidente ocorreu durante um churrasco em família. Markos Junyor estaria correndo, tropeçou em um degrau e acabou caindo em cima da churrasqueira de disco. “Tinha álcool embaixo e pegou fogo na roupa dele. Eu peguei um pano para abafar o fogo e queimei minha mão também”, disse.



Markos teve queimaduras de terceiro grau e ficou anestesiado em uma sala de repouso após uma cirurgia. A intervenção cirúrgica consistia na limpeza dos ferimentos e na retirada de pele morta da criança. Além disso, o menino respirava com a ajuda de aparelhos. Markos iria passar por uma nova cirurgia nesta segunda-feira (24).



A família aguarda liberação do corpo da criança, que está no Instituto Médico Legal (IML), na capital. Conforme os familiares, o corpo de Markos deve ser transladado para Tangará da Serra, onde vai ocorrer o velório e sepultamento.


Fonte: G1 com Rádio Pioneira